X

Cracolândia

Prefeitura implementa novo espaço para atendimento de usuários na Cracolândia

Unidade reúne equipes das redes de saúde e assistência social que atuam na abordagem de usuários que fazem abuso de álcool e outras drogas, em situação de vulnerabilidade

Pedro Nastri

Publicado em 20/05/2022 às 13:05

Atualizado em 20/05/2022 às 13:40

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Cracolândia / Willian Moreira/Futura Press/Folhapress

Depois da migração de dependentes químicos para ruas do centro, a Prefeitura de São Paulo implementou um novo espaço do SIAT (Serviço Integrado de Acolhida Terapêutica) para atendimento emergencial na rua Helvétia, 876. O local funciona 24 horas por dia durante toda a semana. A unidade reúne equipes das redes de saúde e assistência social que atuam na abordagem de usuários que fazem abuso de álcool e outras drogas, em situação de vulnerabilidade. “A unidade presta atendimento no local e agilizará encaminhamentos para outros serviços. Queremos oferecer um atendimento cada vez mais humanizado e individualizado”, explicou Alexis Vargas, secretário-executivo de Projetos Estratégicos.

Policia Federal X OAB-SP

A Polícia Federal deflagrou, na quinta-feira (19), uma operação contra crimes de corrupção e associação criminosa no TED (Tribunal de Ética e Disciplina) da OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil). A terceira fase da Operação Biltre, batizada de Bastidores, constatou o suposto envolvimento de advogados representados que buscariam o auxílio de conselheiros da OAB para obter facilidades dentro do tribunal de ética e disciplina. Segundo a investigação da PF, que se iniciou em setembro de 2020, esses conselheiros trabalhavam nos bastidores do TED paulista e contavam com advogados intermediários, que atuavam como defensores em processos ético-disciplinares e executavam os comandos desejados pelos conselheiros.

Camilo Cristófaro: processo por racismo

Por unanimidade, a Corregedoria da Câmara Municipal de São Paulo determinou a admissibilidade do processo que pede a cassação do mandato do vereador Camilo Cristófaro (sem partido). Os seis vereadores que participaram da reunião votaram a favor do relatório apresentado pela vereadora Elaine do Quilombo Periférico (PSOL). Ela esteve entre os primeiros parlamentares a protestar contra a fala de Cristófaro, que se referiu a lavar o chão como “coisa de preto” durante uma sessão híbrida da CPI dos Aplicativos. O pedido foi feito em nome do PSOL. Com a decisão, o processo será encaminhado ao plenário para votação de todos os vereadores paulistanos. Elaine justificou o pedido citando o artigo 5º da Constituição Federal, que afirma que o “racismo é crime inafiançável e imprescritível”.

Vagas em abrigos

A prefeitura da capital anunciou a criação de 2.000 vagas adicionais de abrigo para pessoas em situação de rua na rede socioassistencial – além das 15.116 já existentes – durante as noites mais frias. A intenção anunciada foi montar dez tendas de atendimento à população em situação de rua sempre que a temperatura ficasse abaixo dos 10ºC. A prefeitura contabilizou 31.884 pessoas em situação de rua na capital paulista em janeiro deste ano. Também seriam adquiridas 13 novas viaturas para ser utilizadas por equipes que realizam a abordagem social durante a noite e a madrugada, a fim de dar maior agilidade ao atendimento das notificações que chegam através do Serviço 156.

 

Contatos para esta coluna [email protected]

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Fique atento

Cuidados essenciais para conjuntos de transmissão em motocicletas

Durante o processo de limpeza, utilizar pano ou escova com cerdas de plástico para remover sujeiras mais pesadas

JOGOS DO DIA

Palmeiras em campo neste sábado; veja onde assistir aos jogos do dia

Bola rola no Brasileirão Série A, B, C, D, Sub-20 e Copa Paulista

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter