últimas notícias
Como o yoga trabalha muito a mente, os efeitos vão além do estar focado
Como o yoga trabalha muito a mente, os efeitos vão além do estar focado
Foto: Burst/Pexels

Saúde em equilíbrio

O yoga não se resume em fazer posições que mexem braços, pernas e costas - a prática indiana trabalha respiração, comportamento e um novo jeito de ver a vida

Na cidade grande, quando se fala em fazer yoga (lê-se "iôga"), imaginam-se aqueles exercícios difíceis, com posições que simples mortais não conseguem fazer. Nada mais longe da realidade. "O yoga pode ser feito por pessoas de todas as idades e condicionamentos físicos. Ele é adaptável: não é você que tem que se adaptar ao yoga, é ele que se adapta a você", explica a professora Bruna de Melo Primasi, da Primasi Yoga.

"Hoje os mestres, gurus e professores entendem que o yoga é uma ciência: trabalha com preceitos da vida como a ética, moral, como lidar com a sociedade, família, e com você mesmo", ensina. É bem isso mesmo: as técnicas trabalham com o corpo e mente, para tudo ficar em harmonia. "Ele alonga e fortalece o corpo, previne doenças, ajuda a pessoa a se alimentar de forma adequada, para ter uma mente mais tranquila e estar mais presente".

O estar presente, em particular, é algo que, nos dias de hoje, é cada vez mais difícil: estamos fisicamente em um lugar, mas a cabeça está longe dali. "A mente é como se fosse um software dentro do computador. Ela que tem que nos servir, não ficarmos escravos dela. E o yoga nos ensina a viver onde você está. Tem um provérbio indiano que diz que a cabeça está onde nossos pés estão".

Esse é um dos benefícios do yoga - mas não é somente ele que faz com que mais e mais pessoas procurem a prática. Como o yoga trabalha muito a mente, os efeitos vão além do estar focado. O controle das emoções também entra na lista de benefícios. Segundo Primasi, pensamentos rápidos e desordenados influenciam nos nossos sentimentos. O tratamento da depressão ganha um ótimo aliado com o yoga, visto que ele ajuda o paciente a entender frustrações e tristezas.

Outras duas doenças podem ser controladas com o yoga: ansiedade e síndrome do pânico. Exercícios de respiração, feitos junto com os asanas, as posições do yoga, são terapêuticas. "Com os movimentos, você já se sente presente, o batimento cardíaco já normaliza, tudo fica sincronizado". Algumas das posições do yoga são simples e podem ser feitas inclusive em casa: a professora mostrou algumas para a Gazeta e quais são os principais benefícios dela.

A professora, que é advogada por formação, fala dos benefícios do yoga com propriedade. "Ele ajudou a me curar da bulimia. Aprendi que meu corpo é um espaço sagrado. Deixei o Direito para dar aulas de yoga e estou muito mais realizada hoje". Mas a prática indiana só faz sentido se o praticante levar os benefícios para a vida. "Um grande mestre do yoga brasileiro, o professor Hermógenes, diz que praticar somente a parte física do yoga é como descascar uma banana, comer a casca e jogar a banana fora. A essência do yoga vai além do exercício", ensina.

Comentários

Tops da Gazeta