últimas notícias

Saúde

Ano novo em forma

ANO NOVO. Algumas atitudes saudáveis nos ajudam a começar 2020 com a saúde e o peso em ordem, depois das celebrações - e exageros - de Natal e Ano Novo; os quilos a mais somem e adquirimos uma rotina de vida mais natural

Entra ano, sai ano, e no Natal acontece quase sempre a mesma coisa: notamos os quilos a mais no começo do ano, que atribuímos à ceia de Natal - e também aquela culpa por ter exagerado na comida e bebida. Mas não precisa ser assim.

"Essa culpa é porque provavelmente a pessoa não vinha se cuidando direito. O que faz mal para a saúde não é o que a gente come entre o Natal e o Ano Novo, mas é o que a gente faz entre o Ano Novo e o Natal", adverte o médico clínico geral e psicólogo Roberto Debski.

Mas isso não significa que devemos abusar dos pratos e bebidas da ceia de Natal. Como geralmente a ceia não é a única comemoração que acontece em dezembro - há também as "festas da firma" e a confraternização com os amigos, a palavra-chave para isso é a moderação.

"Não tem como não participar desses eventos, mas é bom dar uma maneirada. O mundo não vai acabar, não precisa beber desvairadamente. Há pessoas que exageram na bebida nas confraternizações das empresas e vão parar nos hospitais, chegam até carregados", avisa Debski.

Esses sintomas que acabam aparecendo nas festas podem ser, inclusive, sinais de que algo não está bem. "Precisa ver o que está por trás disso, o que causou esses sintomas, se há algum problema. São nessas horas que percebemos que temos algum problema".

Debski lembra também que o início do ano é um momento ótimo para colocar em prática bons hábitos de saúde. "Traz o arquétipo da renovação, bom para começar novos planos. Procure o seu médico para fazer os exames anuais, ver rotina cardiorrespiratória, metabólica, e saber se você pode fazer algum exercício físico", diz. Conversar com um profissional de educação física ajuda também, para que ele oriente sobre o tipo de atividade a ser realizada.

Atividade física, inclusive, não é para ser iniciada a todo vapor, especialmente para quem é sedentário. "É bom começar devagar e com regularidade. Não adianta fazer de forma intensa e ficar com muitas dores, porque você pode se machucar e pode precisar parar novamente. O jeito saudável não é esse".

Outra resolução de fim de ano é iniciar uma dieta mais natural, além da atividade física. "Pode começar com mais verduras, frutas, comer de forma mais natural, ingerir líquidos, fazer caminhada, procurar dormir melhor. O corpo leva uns dez dias para se habituar a essa nova rotina". Assim, ao chegar no final de 2020, não se corre o risco de os quilos a mais aparecerem - nem a culpa pelas festas de fim de ano.
(Vanessa Zampronho)

Comentários

Tops da Gazeta