Publicidade

X

Vacinação

Campanha estadual de multivacinação para crianças e adolescentes é prorrogada em SP

Na capital, a campanha vai até o fim do ano letivo, em 21 de dezembro

LEONARDO ZVARICK - Folhapress

Publicado em 15/11/2023 às 07:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A campanha terminaria nesta quarta (15), mas foi estendida por mais duas semanas pelo governo estadual / Marcello Casal Jr./Agência Brasil

A campanha de multivacinação voltada a crianças e adolescentes do estado de São Paulo será prorrogada até o dia 30 de novembro. A ação tem como objetivo oferecer doses em atraso contra diferentes doenças e atualizar a carteira de vacinação do público menor de 15 anos. Na capital, a campanha vai até o fim do ano letivo, em 21 de dezembro.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Em todo o estado, 860 mil crianças e adolescentes foram vacinadas pela campanha até esta terça-feira (14). Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, cerca de 60% do público que buscou alguma unidade de saúde tinha doses em atraso.

A campanha terminaria nesta quarta (15), mas foi estendida por mais duas semanas pelo governo estadual. "A nossa preocupação nesse momento é com a possibilidade de reintrodução ou reemergência de alguns vírus, como o caso da poliomielite, que é um vírus que a gente não tem a circulação nas Américas, e também o vírus do sarampo, que não temos nenhum caso confirmado desde o ano passado. Para manter esses níveis, precisamos conseguir altas coberturas vacinais", afirma a médica Tatiana Lang D'Agostini, diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo.

Segundo a SES, a imunização contra diversas doenças está abaixo dos níveis ideais desde 2016. A gestão do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) afirma que os níveis de cobertura aumentaram em relação ao ano passado, mas continuam abaixo de 90%, nível considerado satisfatório pelo Ministério da Saúde. As vacinas contra poliomielite e sarampo (1ª dose), por exemplo, alcançaram respectivamente 85,9% e 89,9% do público-alvo.

A campanha de multivacinação oferece vacinas de poliomielite, meningocócica C conjugada, tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), febre amarela, pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e doenças causadas pelo hemófilo b), varicela, HPV (entre 9 e 14 anos de idade), BCG (tuberculose) e Covid-19.

As doses são oferecidas em escolas, locais com grande circulação de pessoas e áreas rurais, além dos mais de 5 mil postos de saúde dos 645 municípios paulistas. Cada cidade conta com estratégias próprias de vacinação.

Na capital, a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) intensifica a busca ativa de crianças e adolescentes com esquema vacinal incompleto durante a campanha. Outra estratégia é a aplicação da vacina em estudantes de escolas públicas.

De acordo com a secretaria municipal, aproximadamente 560 mil doses de imunizantes foram aplicadas no público da campanha até esta segunda-feira (13). Cerca de 70% eram crianças de até 4 anos.

Os imunizantes estão disponíveis nas 470 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade de segunda a sexta-feira, e também aos sábados e feriados nas AMAs/UBSs Integradas. Os serviços atendem das 7h às 19h.

O site Vacina 100 Dúvidas, do governo estadual, reúne as cem questões mais frequentes sobre as vacinas nos sistemas de busca e pesquisa da internet. O espaço oferece informações claras para desmistificar incorreções e fake news relacionadas à imunização, contribuindo para garantir a proteção de toda a população.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CASOS EM ALTA

Dengue: grávidas e bebês podem usar repelentes?

Na busca por proteção, a procura por repelentes aumentou nas farmácias de todo o País; dermatologista orienta sobre o uso

DRAMA ALVINEGRO

Corinthians perde para a Ponte Preta em Itaquera e vê vaga se distanciar

Iago Dias abriu o placar aos cinco minutos para a Ponte Preta; Corinthians finaliza 26 vezes, mas não consegue balançar as redes

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter