Publicidade

X
Saúde

Cidades do Litoral registram forte queda de internações por covid-19

Números no comparativo entre janeiro e fevereiro são animadores: casos e mortes pela doença também caíram

Publicidade

Leitos de UTI exclusivos para Covid-19 estão cada vez mais vazios / DIVULGAÇÃO/PMRP

As cidades do Litoral registraram quedas nos casos e óbitos por covid-19. Algumas chegaram a zerar o número de internações na última semana. Entre os melhores números está Praia Grande. Mesmo em um cenário difícil no começo de 2022, entre janeiro e fevereiro Praia Grande teve uma redução de 68% dos casos, apresentando o melhor índice entre as cidades da região. O mesmo se vê nas mortes, com uma diminuição de 43% no número de óbitos em fevereiro em comparação a janeiro, sendo o único Município a apresentar queda de mortes no período.

O resultado positivo se observa também nas internações. Mesmo com a chegada da variante ômicron na região, a estrutura montada foi suficiente. No dia 1º de fevereiro, 82% dos 34 leitos de UTI disponíveis no Município (30 leitos do Hospital Irmã Dulce e quatro de hospital privado) estavam ocupados com pacientes com covid-19. Esse número sofreu uma forte queda em 1º de março, com ocupação de 31% dos leitos. O mesmo vale para os leitos de enfermaria: no começo de fevereiro estavam ocupados 58% daqueles dedicados a pacientes com covid. Esse número reduziu para 26% em 1º de março.

Na última quarta-feira, os dados ainda eram mais animadores em Praia Grande: apenas 14% dos leitos de UTI estão ocupados e somente 18% dos leitos de enfermaria registram pacientes no Município.

Bertioga também tem números mais animadores. A UTI do Hospital Municipal, que atende exclusivamente pessoas com Covid-19, está há 20 dias sem pacientes infectados pelo vírus. Neste mesmo período a cidade não registrou óbitos causados pela doença. O resultado também se estende à enfermaria, que há 25 dias não registra internações.

De acordo com o último boletim epidemiológico, publicado na quinta-feira (10), há três pessoas com o vírus ativo no município e nenhum suspeito. Desde o início da pandemia foram registrados 185 óbitos no total.

Em Guarujá, que teve quatro dias com índice de internações zerado na última semana, os números estão bem abaixo do que foi constatado no início do ano. O boletim da última quinta-feira (10) mostrava que município tinha dois internados em leitos públicos, sendo um na enfermaria e um em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Isso representa uma ocupação média de 11% da cidade, que já registra mais de 30 mil casos positivos e mais de 1.300 mortes por covid-19.

Outra cidade com índice muito baixo de internação é Cubatão. No último boletim apresentado pela Prefeitura, na última quinta-feira (10), a cidade tinha apenas uma pessoa internada na UTI nos leitos destinados a tratar o coronavírus. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o município tem 19.614 casos confirmados da covid-19. Atualmente são 135 notificações suspeitas do novo coronavírus, investigadas e com acompanhamento da Vigilância Epidemiológica. 542 óbitos de residentes foram confirmados desde o início da pandemia.

Em Itanhaém, a Unidade de Terapia Intensiva destinada à covid-19 está vazia. Apenas uma pessoa segue internada em enfermaria para tratar a doença. Na cidade, 48 residentes estão em isolamento com caso confirmado da doença e mais de 300 estão aguardando resultado de exame. As informações são do último boletim divulgado pela Prefeitura, nesta sexta-feira (11), às 14 horas.

A cidade vizinha, Mongaguá, não tem internações registradas no período. 45 pessoas aguardam resultado de exame para confirmar se estão com o coronavírus ou não e seguem em isolamento social. A cidade já ultrapassa os 7 mil casos positivados para a doença e mais de 130 mortes.

Na Ala Covid de São Vicente, quatro leitos covid de enfermaria estão ocupados (das 21 vagas disponíveis), o que representa 19% da capacidade, e nenhum paciente está internado na UTI (de um total de 10 vagas disponíveis). A cidade já registra mais de 24 mil casos positivos para coronavírus e mais de 1300 mortes pela doença. O boletim foi atualizado na última quinta-feira (10).

Até o momento, a reportagem não obteve os dados de Peruíbe.

Santos

A cidade de Santos registra o maior número de internações da Região, mas segue com o índice em queda em relação aos primeiros meses de 2022. O número de pessoas internadas diminuiu de 41 para 34 (-17%). Destas, 61,8% são de Santos, 14,7% de São Vicente, 8,8% de Guarujá, 5,9% de Praia Grande, 5,9% de Peruíbe e 2,9% de Itanhaém.

Na última quinta (10), a Prefeitura recebeu 46 notificações de covid-19 entre munícipes. O número de casos acumulados passou de 58.925 para 58.971. Um total de 54.299 pessoas já se recuperou da doença desde o início da pandemia.

Cinco óbitos por decorrência da doença foram confirmados. Referem-se a duas mulheres, de 99 e 89 anos, falecidas em 26 fevereiro e 6 de março, respectivamente, e três homens, entre 79 e 89 anos, falecidos entre 23 de fevereiro e 8 de março. Assim, o Município registra 2.478 óbitos pela covid-19.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Democracia

Fachin defende urnas e se opõe às fake news em mensagem para mobilização de 11 de agosto

Declarações do presidente do TSE foram feitas em meio a insinuações golpistas e ataques do presidente Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral

INCLUSÃO

Taboão da Serra realiza eleição para Conselho da Pessoa com Deficiência

No total serão eleitos 20 membros, sendo dez titulares e dez suplentes

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software