Publicidade

X

ALTAS TEMPERATURAS

Prefeitura faz 53 mil atendimentos e distribui 102,5 mil itens para aumentar a hidratação

No final de semana, foram realizados 430 atendimentos pelas equipes de saúde e 216 animais receberam cuidados

Da Reportagem

Publicado em 13/11/2023 às 14:37

Atualizado em 13/11/2023 às 14:47

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Com recorde de calor no fim de semana, em que os termômetros chegaram a 38,5°C no domingo (12) / Marcos Santos/USP Imagens

Com recorde de calor no fim de semana, em que os termômetros chegaram a 38,5°C no domingo (12), a Prefeitura fez 52.980 mil atendimentos e distribuiu 102.590 mil itens para aumentar a hidratação corporal, como 53.070 garrafas de água, 13.500 frutas e 16.430 sucos, nas dez tendas da Operação Altas Temperaturas desde sexta-feira (10). 

As tendas são instaladas em pontos estratégicos da cidade para amenizar o impacto que o calor previsto para os próximos dias pode causar na saúde da população, em especial as pessoas em situação de vulnerabilidade. A iniciativa, inédita, foi iniciada pela Prefeitura de São Paulo no dia 20 de setembro.  As tendas também disponibilizam água nos bebedouros, distribuíram 18.240 copos d’água e 1.350 bonés.

Somente no domingo, a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) realizou 13.894 atendimentos e distribuiu 34.426 itens, sendo 15.903 garrafas de água, 5.860 sucos, 4.500 frutas e 443 bonés, das 10h às 16h. As tendas disponibilizam, ainda, os bebedouros da Sabesp com livre uso de água, inclusive para pets, que ofertou 7.720 copos d’água.

Além disso, no final de semana, foram realizados 430 atendimentos pelas equipes de saúde nas dez tendas e de 216 animais pela Coordenadoria de Saúde e Proteção ao Animal Doméstico (Cosap), da Divisão de Vigilância de Zoonoses (DVZ), que mantém quatro vans próximas às tendas das praças Presidente Getúlio Vargas (Guaianases), Floriano Peixoto (Santo Amaro), Cid José da Silva Campanella (Mooca) e da República (centro), para atendimento à população em situação de rua que tenha animais de estimação.

Similar à Operação Baixas Temperaturas (OBT), a de altas temperaturas é acionada sempre que os termômetros atingem 32º C ou sensação térmica equivalente. A ação é feita em parceria com o governo do Estado, por meio da Sabesp. A previsão para esta segunda-feira (13) é de calor, com temperatura de até 37°C à tarde, e umidade do ar mínima de 20%.

As tendas oferecem uma estrutura para acolher qualquer pessoa que queira um abrigo com temperatura amena para descansar e se hidratar. 

Os orientadores socioeducativos do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) e agentes das equipes do Ampara SP também prestaram atendimento nas tendas, ofertando acolhimento em equipamentos da rede socioassistencial e encaminhamento para as demais demandas apresentadas.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) integra o plano de contingência para situações de altas temperaturas, da Prefeitura de São Paulo, disponibilizando ambulâncias referenciadas para atendimento emergencial, localizadas nas tendas das praças da República e Marechal Deodoro, na região central. Nas tendas das outras regiões, é feito o acionamento de ambulâncias locais quando for identificado qualquer necessidade emergencial de saúde em pessoas em situação de rua. 

Endereços das tendas

Região Central - Praça da República e Praça Marechal Deodoro;

Região Sul – Santo Amaro (Praça Floriano Peixoto, nº 54) e Capela do Socorro (Praça José Boemer Roschel);

Região Norte - Santana (Avenida Cruzeiro do Sul, nº 3.180) e Vila Maria (Praça Novo Mundo);

Região Leste - Guaianases (Praça Presidente Getúlio Vargas, s/n), Itaquera (Avenida Musgo de Flor com Avenida Imperador, embaixo do viaduto Jacu Pêssego) e Mooca (Praça Cid José da Silva Campanella);

Região Oeste - Lapa (Rua do Curtume, s/n – esquina com Guaicurus). 

Rede socioassistencial

A capital possui a maior rede socioassistencial da América Latina, com cerca de 24 mil vagas de acolhimento para pessoas em situação de rua, distribuídas em Centros de Acolhida, hotéis sociais, Repúblicas para Adultos, Vilas Reencontro, serviços emergenciais da OBT, entre outros. 

O encaminhamento para os serviços de acolhimento da rede socioassistencial é feito de acordo com o perfil do indivíduo e com a tipologia do serviço, respeitando o histórico da pessoa ou família a ser acolhida.

Atualmente há 14 Núcleos de Convivência para Adultos em Situação de Rua, com ou sem filhos, que totalizam 4.452 vagas, que oferecem água potável, banheiros com instalações sanitárias e chuveiros com disponibilidade para banho e higiene pessoal. 

Estes serviços disponibilizam, ainda, atendimento com atividades direcionadas e programadas para o desenvolvimento de sociabilidades, com foco na construção de vínculos interpessoais, familiares e comunitários em toda a capital, além de oferecer três refeições diárias, sendo café da manhã, almoço e lanche da tarde. 

Além da busca espontânea pelos núcleos, as pessoas que vivem em situação de rua também podem acessar o serviço por meio de encaminhamentos dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), Centros Pop; orientadores socioeducativos do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) e outros serviços da rede socioassistencial. 

Os Núcleos de Convivência da rede são: Porto Seguro, que fica na Bela Vista; Dom Orione, Prates, Boracéa, Chá do Padre, Núcleo Sé, Casa Franciscana e Rodrigo Silva, localizados na Sé, na região central; Núcleo Pinheiros, na zona oeste; São Martinho de Lima, Centro Comunitário São Martinho e Casa Restaura-Me, situados na Mooca, zona Leste; e ABECAL, em Santo Amaro, na zona sul da cidade.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CASOS EM ALTA

Dengue: grávidas e bebês podem usar repelentes?

Na busca por proteção, a procura por repelentes aumentou nas farmácias de todo o País; dermatologista orienta sobre o uso

DRAMA ALVINEGRO

Corinthians perde para a Ponte Preta em Itaquera e vê vaga se distanciar

Iago Dias abriu o placar aos cinco minutos para a Ponte Preta; Corinthians finaliza 26 vezes, mas não consegue balançar as redes

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter