últimas notícias
Inscrições para cursos de geração de renda abrem em Santos
Inscrições para cursos de geração de renda abrem em Santos
Foto: Divulgação

NOTAS

Geração de renda. O Fundo Social de Solidariedade de Santos abre nesta quarta-feira (27) as inscrições para cursos de geração de renda em diversas modalidades. As inscrições deverão ser feitas nos próprios locais de curso. Os interessados devem levar cópia do RG e CPF, comprovante de residência e 400 gramas de leite em pó. Na sede do Fundo Social (av. Conselheiro Nébias, 388, Encruzilhada) são oferecidos os cursos de artesanato, com as modalidades arte apliquê (10 vagas), feltro (10), pintura em madeira (10) e pintura em tecido (10), além da tradicional padaria artesanal (fases 1, 2, 3 e Delícias de Páscoa), com 60 vagas. Há também as escolas de Moda (corte e costura - 15 vagas) e de Beleza (maquiador - 10 vagas). O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Na zona noroeste (av. Hugo Maia, 293, Bom Retiro), a Vila Criativa oferece os cursos de confecção de bonecas de pano (10 vagas) e pedreiro (20). Funciona de segunda a sexta, das 14h30 às 16h30. (DL)

Fies. Estudantes pré-selecionados para a modalidade do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) juro zero devem complementar suas informações na página do FiesSeleção, na internet. O prazo vai até 7 de março. Essa etapa é necessária para a contratação do financiamento. O resultado do Fies foi divulgado na segunda-feira. Os aprovados pelo P-Fies devem verificar os procedimentos com os agentes financeiros operadores de crédito e as instituições de ensino superior. Na modalidade juro zero, aqueles que não forem selecionados serão incluídos automaticamente na lista de espera. Esses estudantes devem acompanhar sua eventual pré-seleção do dia 27 de fevereiro a 10 de abril, na página do Fies. Na modalidade P-Fies não há lista de espera. Ao todo, são ofertadas 100 mil vagas na modalidade juro zero e 450 mil na P-Fies. As duas modalidades têm apenas uma chamada.(AB)

Mudanças. Os veterinários formados em cursos a distância não poderão exercer a profissão no país. Uma resolução do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) publicada no Diário Oficial da União impede que esses profissionais se inscrevam nos Conselhos Regionais de Medicina Veterinária (CRMVs). Sem esse registro, eles não podem atuar no Brasil. (AB)

Tops da Gazeta