últimas notícias
Mostra organizada pelo Museu de Arqueologia e Etnologia é composta por artefatos e painéis explicativos sobre os sambaquis
Mostra organizada pelo Museu de Arqueologia e Etnologia é composta por artefatos e painéis explicativos sobre os sambaquis
Foto: DIVULGAÇÃO/USP IMAGENS

Exposição na USP apresenta cultura dos povos pré-históricos

A mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h; o prédio fica na rua da Reitoria, 374 - Cidade Universitária

A reitoria da Universidade de São Paulo (USP) recebe a mostra gratuita Sambaquis: Arqueologia e Interdisciplinaridade no Litoral do Brasil, organizada pelo Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). A iniciativa no espaço expositivo é uma oportunidade para conhecer mais sobre a cultura dos povos sambaquieiros, sociedades complexas e sofisticadas que viveram no litoral brasileiro entre 8 mil e 1 mil anos atrás.

A mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. O prédio fica na rua da Reitoria, 374 - Cidade Universitária.

Compõem a exposição artefatos coletados em pesquisas arqueológicas, como zoólitos (esculturas em pedra de animais), adornos, machados e ferramentas. Painéis instalados nas paredes laterais fornecem aos visitantes informações técnicas e refletem a diversidade de abordagens científicas integradas no estudo das culturas humanas e as relações ecológicas que mantêm com o ambiente.

"A exposição tem muito texto e imagens para mostrar como a arqueologia explora diversas abordagens e técnicas de outras ciências. Nosso maior objetivo é utilizar os sambaquis para mostrar a natureza interdisciplinar e integrativa da arqueologia, um foco multidisciplinar de pesquisa científica", explica ao "Jornal da USP" o diretor do MAE e curador da exposição, Paulo Antonio Dantas DeBlasis.

Os visitantes também podem ver um vídeo sobre as etapas da construção de um modelo 3D de um zoólito e conhecer um jogo eletrônico desenvolvido com base no modo de vida dos antigos habitantes brasileiros.

Tops da Gazeta