últimas notícias

Nilto Tatto

Identidade brasileira

Ao promover o desmonte do sistema ambiental e atacar povos tradicionais, Bolsonaro ameaça a sociobiodiversidade e fere violentamente tanto a imagem projetada do Brasil, como nossa identidade. A vasta extensão territorial, com toda a fauna e flora; o clima tropical; a abundância de recursos naturais; a diversidade de raças, povos, tradições, culturas e religiões em um único País moldaram a percepção que temos de nós mesmos enquanto povo e nação, mas ela vem sendo atacada.

A comunidade científica confirma que o Planeta está próximo do limite, especialmente quanto à capacidade regenerativa e de disponibilidade de recursos naturais. No Brasil, o aumento nas queimadas apontados pelo INPE; a perseguição à servidores do IBAMA e ICMBio; a negligência no combate ao vazamento de óleo na costa; a retirada de direitos dos povos tradicionais e muitas outras medidas do governo mostram que o país não segue rumo diferente.

O Brasil de hoje caminha para se tornar apenas um enorme latifúndio produtor de soja e cana; criador de gado; extrator de minérios e meia dúzia de outras commodities, enquanto a imagem de uma magnífica floresta tropical será vista apenas em livros e revistas de história ou filmes de memórias. Sem sua cobertura vegetal, os rios, as milhares de espécies nativas ou os povos tradicionais, o Brasil já não é mais Brasil. É outro, como também nos tornaremos ao admitirmos, em nome de um falso progresso, a destruição ambiental; o assassinato frio de incontáveis espécies de animais; a morte de crianças, jovens e adultos indígenas, ribeirinhos e quilombolas.

Que Brasil será esse que pretende tomar o lugar do "país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza"? Que noções de ética e moral o governo Bolsonaro está tentando promover? Quais valores iremos preservar e carregar depois de destruirmos a maior floresta Tropical do Mundo ou a vida de milhões de indígenas? Qual a relação dessa nação em desconstrução, com a alegria de viver que sempre caracterizou nosso povo? Resistiremos aos desmontes na área ambiental, bem como na defesa dos direitos dos povos tradicionais, protegendo a vida, o meio ambiente e sobretudo a identidade do nosso País.

* Nilto Tatto é deputado federal pelo PT por São Paulo.

Tops da Gazeta