últimas notícias

Serviços

Até o dia 13 de março, as doses estarão disponíveis em todos os postos de vacinação do estado de São Paulo
Até o dia 13 de março, as doses estarão disponíveis em todos os postos de vacinação do estado de São Paulo
Foto: TÂNIA RÊGO/AGÊNCIA BRASIL

Estado de SP inicia campanha de vacinação contra o sarampo

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba; é importante comparecer aos postos de saúde com a carteirinha de vacinação, para que um profissional verifique a necessidade de aplicação da dose

A Secretaria de Estado da Saúde iniciou em parceria com os municípios e o Ministério da Saúde, a primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra o sarampo de 2020, para alcançar crianças e jovens ainda não imunizados contra a doença. As doses serão aplicadas em pessoas na faixa etária de 5 anos a 19 anos.

Até o dia 13 de março, as doses estarão disponíveis em todos os postos de vacinação do estado de São Paulo. No sábado (15), haverá o "Dia D", quando os postos de saúde estarão abertos para facilitar o acesso dos pais e responsáveis.

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. É importante comparecer aos postos de saúde com a carteirinha de vacinação, para que um profissional verifique a necessidade de aplicação da dose.

O calendário nacional de vacinação prevê a aplicação da tríplice aos 12 meses e também aos 15 meses para reforço da imunização com a tetraviral, que protege também contra varicela. Para os bebês com 6 meses também devem receber a chamada "dose zero", que não é contabilizada no calendário.

A vacina é contraindicada para bebês com menos de 6 meses. A recomendação para os pais e responsáveis por crianças nessa faixa etária é evitar exposição a aglomerações, manter higienização adequada, ventilação adequada de ambientes, e sobretudo que procurem imediatamente um serviço de saúde diante de qualquer sintoma da doença, como manchas vermelhas pelo corpo e febre.

O Centro de Vigilância Epidemiológica estadual realiza monitoramento contínuo da circulação do vírus. Em 2020, até o momento, foram 1.352 casos, sem óbitos. Em 2019, 16.075 casos e 14 mortes decorrentes de complicações pelo sarampo.

Tops da Gazeta