últimas notícias
Terminal Metropolitano São Mateus, na zona leste de São Paulo; exposição itinerante segue até o dia 8 de setembro
Terminal Metropolitano São Mateus, na zona leste de São Paulo; exposição itinerante segue até o dia 8 de setembro
Foto: Reprodução/Google Street View

Exposição de esculturas de órgãos do corpo humano chega ao Terminal São Mateus

Iniciativa busca incentivar doações e faz parte dos preparativos para o Setembro Verde, mês dedicado ao tema

O Terminal Metropolitano São Mateus, na zona leste da Capital, recebe, até o dia 8 de setembro, a exposição itinerante com esculturas de órgãos do corpo humano montada pelas Secretarias de Estado da Saúde e dos Transportes Metropolitanos para o Setembro Verde, mês que busca conscientizar a população sobre a importância da doação de órgãos.

 

As esculturas possuem quase 2 metros de altura cada uma e podem ser vistas das 4h à meia-noite. São cinco obras, simbolizando córnea, pulmão, rim, e duas representando o coração. Além das esculturas, haverá materiais informativos nas estações para orientação e esclarecimento de dúvidas da população.

“A doação de órgãos pode salvar muitas vidas. Esta exposição visa lembrar e conscientizar a população quanto à importância deste gesto”, diz o secretário de Estado da Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn.

A doação de órgãos deve ser consentida e quem quiser ser doador deve comunicar os parentes mais próximos sobre o desejo. Não é necessário incluir a informação no RG ou na CNH.

A autorização para doação deve ser dada por familiares com até o 2º grau de parentesco. Por isso, é fundamental haver diálogo entre as famílias sobre o desejo de ser ou não doador de órgãos, para facilitar a tomada de decisão.

De acordo com a secretaria estadual da Saúde, no primeiro semestre deste ano foram realizados 2.680 transplantes no estado de São Paulo, sendo 1.363 de córnea, 856 de rim, 351 de fígado, 60 de coração, 21 de pâncreas e rim, 19 de pulmão e 10 de pâncreas.

Comentários

Tops da Gazeta