últimas notícias
A sugestão é doar durante a semana, de segunda a sexta, pois o tempo de espera no atendimento é menor
A sugestão é doar durante a semana, de segunda a sexta, pois o tempo de espera no atendimento é menor
Foto: Agência Brasil

Prefeitura de SP convoca população para doar sangue

Para garantir a segurança dos doadores durante a pandemia, foram criados mecanismos para evitar qualquer tipo de contaminação nos bancos de sangue

Os bancos de sangue precisam ser abastecidos por causa do fim do ano e da pandemia do novo coronavírus, segundo a Prefeitura de São Paulo. O gesto é importante para salvar a vida de pessoas que se submetem a tratamentos, intervenções médicas, feridos e pacientes de doenças crônicas graves.

Para garantir a segurança dos doadores durante a pandemia, ainda segundo a gestão municipal, foram criados mecanismos para evitar qualquer tipo de contaminação, com fluxos de entrada diferenciados, agendamento de horário para doações, além da oferta de mecanismos de segurança.

“Os hemocentros estão capacitados com todas as medidas de segurança para que as pessoas possam fazer as doações de sangue sem riscos. Este chamamento para que as pessoas que normalmente são cadastradas para fazer doações continuem fazendo esta ação normalmente, e aqueles que nunca fizeram, pode ter essa primeira oportunidade de praticar esse ato tão importante para todos nós. Continue doando sangue”, disse o coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus, João Gabbardo, em entrevista coletiva em dezembro.

Por mês, cerca de 20 mil pessoas recebem as bolsas de sangue da Fundação Pró-Sangue. Uma única doação pode salvar até quatro vidas. “Faça sua parte, independentemente de parentesco entre o doador e quem receberá a doação. O sangue é insubstituível e, por isso, a importância de se manter os estoques de sangue sempre abastecidos e não apenas em datas específicas ou quando algum conhecido precisar”, explica a prefeitura, em nota

Para doar sangue neste período, basta procurar um banco de sangue a agendar o atendimento.
Saiba onde há unidades na capital paulista em bit.ly/3hDPfB0.

Comentários

Tops da Gazeta