últimas notícias
Empresa gera 600 empregos em Praia Grande
Empresa gera 600 empregos em Praia Grande
Foto: Divulgação

NOTAS

Geração de emprego. A instalação da empresa Obramax, do grupo Adeo, foi responsável pela geração de cerca de 600 novos empregos diretos e indiretos em Praia Grande. Inaugurada na última terça-feira, a gigante do ramo de materiais para construção está localizada no Bairro Glória. A Obramax opera em um conceito que é conhecido no mercado de "atacarejo" - híbrido de vendas de atacado e varejo, cujo principal diferencial é estar aberto a todos os clientes, sejam pessoas físicas ou empresas. A unidade de Praia Grande ocupa uma área de 34 mil m2 no bairro Jardim Glória, com estacionamento para 483 carros e uma área para carregamento imediato de materiais básicos de construção (drive-thru da construção). A Obramax de Praia Grande é a segunda loja da marca no Brasil. A primeira foi inaugurada em 2018 em São Paulo, no bairro da Mooca. (DL)

Arrecadação. A arrecadação federal teve forte alta e bateu recorde em fevereiro deste ano. O resultado do mês registrou alta de 5,36% acima da inflação, se comparado com o mesmo período de 2018. O saldo ficou em R$ 115 bilhões, informou a Receita Federal ontem. O número é o melhor registrado na série histórica, com dados desde 1995. De acordo com o fisco, o comportamento da economia teve impacto no resultado do mês. No período, a produção industrial registrou alta de 5,9%. A venda de bens cresceu 3,5%, enquanto as vendas de serviços registraram elevação de 2,1%. (AB)

Mercado de trabalho. O mercado de trabalho é mais severo com as pessoas de 18 a 24 anos. De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), os jovens enfrentam mais dificuldades para conseguir trabalho e, quando empregados, são os mais vulneráveis à demissão. De acordo com a Carta de Conjuntura publicada pelo instituto, o crescimento da população ocupada perdeu ritmo ao longo de 2018 e na passagem do ano. O estudo é feito com base nos dados da Pesquisa Nacional de Amostra Domiciliar Contínua do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No trimestre (móvel) formado pelos meses de novembro e dezembro do ano passado e janeiro deste ano, a taxa de crescimento da ocupação (trabalho formal ou informal) foi de 0,9%. Entre as pessoas de 18 a 24 anos, não houve crescimento e sim, retração de 1,3%. (AB)

Comentários

Tops da Gazeta