últimas notícias
Produção de veículos tem queda
Produção de veículos tem queda
Foto: Arquivo Agencia Brasil

NOTAS

Queda na produção. A produção de veículos montados no País foi de 240.546 unidades em março, queda de 10% na comparação com o mesmo mês do ano anterior, conforme divulgado nesta quinta pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Em relação a fevereiro, houve redução de 6,4%. O presidente da Anfavea, Antonio Carlos Botelho Megale, disse que três fatores influenciaram o resultado negativo em produção: a greve dos trabalhadores, a enchente na fábrica da Mercedes-Benz e a redução das exportações, Além disso, março também teve um dia útil a menos devido ao carnaval. (AB)

Páscoa. A Páscoa terá, este ano, a terceira alta consecutiva nas vendas do varejo, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O aumento previsto é de 1,5% em relação ao ano passado, quando o faturamento cresceu 2%. As vendas devem atingir R$ 2,4 bilhões em todo o país. O economista-chefe da CNC, Fabio Bentes, disse que a expectativa para a data está condizente com o nível de atividade atual da economia, "com o nível de consumo e com desemprego ainda alto". Observou que essa data, que costuma impulsionar o crescimento das vendas do comércio, este ano vai dar um "empurrãozinho muito pequeno, porque o nível de desemprego ainda está muito alto". (AB)

Investimentos. Os investimentos cresceram 0,4% em fevereiro em relação ao mês anterior. É o que aponta o Indicador Ipea de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF). Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o resultado sucedeu o crescimento de 2,1% em janeiro, quando os investimentos foram afetados positivamente pelas operações de comércio exterior envolvendo plataformas de petróleo. Na comparação entre o trimestre terminado em fevereiro e o terminado em novembro, os investimentos apresentam alta de 1,1%. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o indicador registrou aumento mais expressivo, de 10,1%. Com isso, o crescimento acumulado em 12 meses chegou a 5,2%. Na comparação com o ajuste sazonal, o consumo aparente de máquinas e equipamentos (Came) - cuja estimativa corresponde à produção interna, retirada as exportações e acrescida as importações - apresentou crescimento de 2,9% em
fevereiro. (AB)

Comentários

Tops da Gazeta