últimas notícias
A Delegacia de Defesa da Mulher apurou que quando ele estava sozinho com o bebê teria torcido as pernas da criança até quebrá-las
A Delegacia de Defesa da Mulher apurou que quando ele estava sozinho com o bebê teria torcido as pernas da criança até quebrá-las
Foto: ARQUIVO PESSOAL

Padrasto é preso suspeito de torturar e quebrar pernas de bebê

Um padrasto suspeito de torturar um bebê de 10 meses foi preso, em Jundiaí, na tarde da última quarta-feira. O caso era investigado desde a denúncia da mãe feita em outubro deste ano.

De acordo com a Polícia Civil, a mãe contou que quando reatou o relacionamento a vítima tinha sofrido fraturas em uma das pernas.

Durante a investigação, a Delegacia de Defesa da Mulher apurou que quando ele estava sozinho com o bebê teria torcido as pernas da criança até quebrá-las.

Na ocasião, o Conselho Tutelar foi acionado e o padrasto recolheu os objetos e disse para a mulher que queria se separar.

Os investigadores localizaram o rapaz procurado por um mandado de prisão expedido por tortura. Interrogado, o padrasto negou as acusações e disse que o ferimento foi causado pela própria criança, batendo a perna direita, que estava engessada, na perna
esquerda.

O investigado foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.
(GSP)

Comentários

Tops da Gazeta