últimas notícias

Bonito, lugar naturalmente exuberante

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL. Bonito recebeu por 14 vezes o prêmio de melhor destino de ecoturismo do Brasil

A cidade sul-mato-grossense de Bonito é um dos destinos de ecoturismo mais preservados do País. A cidade mantém regras rígidas de preservação ambiental. Com esse cuidado, Bonito recebeu por 14 vezes o prêmio de melhor destino de ecoturismo do Brasil, pela revista Viagem & Turismo, da editora Abril.

O município mais conhecido do Parque Nacional da Serra da Bodoquena tem atrações naturais abundantes. A região oferece mais de 50 atrativos que promovem a interação dos moradores e visitantes com a natureza, como flutuações em nascentes e rios de águas cristalinas, onde se pode ver mais de 2 mil espécies de peixes coloridos e uma vegetação exuberante. A cidade também oferece rapéis em abismos, cachoeiras, lagoas, tirolesas, arvorismos, grutas e trilhas, que são indicadas para passeios familiares a atividades mais radicais.

A pesca, porém, não está entre as suas atrações naturais - é algo vetado aos visitantes para preservar o ecossistema. Um dos pontos interessantes na proibição da pesca é a constante aproximação que os peixes fazem dos turistas durante as flutuações, por não se sentirem ameaçados pelo ser humano.

De acordo com a revista Viagem & Turismo, dá para ir para Bonito o ano inteiro, mas a época de seca, entre junho e agosto, é a melhor para as flutuações. Nesta época ainda é possível acompanhar o Festival de Inverno durante os dias 25 e 28 de julho, com apresentações artísticas, tendas de artesanatos típicos do Mato Grosso do Sul e muitas outras atrações. (GSP)

 

Tops da Gazeta