últimas notícias

SAIBA MAIS

Clima amazônico

Como tudo na região amazônica, Alter do Chão não foge à regra. O período chuvoso, chamado de inverno, é digno do nome: entre dezembro e maio caem os maiores volumes, e os rios se enchem. Já entre junho e novembro é o verão, quando as chuvas são mais escassas e os bancos de areia ficam mais extensos. O calor de Alter do Chão também chama a atenção. A temperatura média fica em 26°C, mas passa facilmente dos 35° no verão.
Com pouco mais de seis mil habitantes, as ruas e casas térreas se integram à natureza. A rede hoteleira da vila é pequena: se você quer se hospedar lá, e não em Santarém, procure fazer suas reservas com antecedência. Já os restaurantes oferecem pratos da culinária paraense.
Embora Santarém seja a terceira maior cidade paraense, o distrito de Alter do Chão guarda a tranquilidade de um vilarejo. Para se chegar até lá, a primeira parada é no aeroporto de Santarém. De São Paulo, dependendo da companhia aérea, há escalas em Brasília ou Belém.
Já em Santarém, para chegar a Alter do Chão, uma das opções é pegar a rodovia PA-457. Você pode fazer o caminho de táxi, veículo de aplicativo ou alugar um carro. Os 37 km são percorridos em pouco mais de uma hora. Se quiser ir de barco, a viagem dura 3h, com a vantagem de conhecer boa parte da flora local.

Tops da Gazeta