últimas notícias

SAIBA MAIS

Aula de
história

A entrada no Parque Nacional é gratuita e aberta o ano todo, mas a visitação aos sítios arqueológicos só é liberada mediante o acompanhamento de um guia. Assim, é possível ver não somente as pinturas rupestres, mas também toda a paisagem ao redor e conhecer um pouco mais da nossa história. Nem só de história é feita a Serra da Capivara. Os adeptos do pedal vão adorar andar de bicicleta pelas redondezas - há os ciclocondutores, que podem levar os visitantes com segurança aos vários pontos turísticos do local. É possível também adquirir cerâmicas em lojas especializadas, decoradas com as pinturas rupestres das cavernas do Parque.
Para se chegar lá,
deve-se pegar um voo até os aeroportos de Teresina (PI) ou Petrolina (PE), e fazer o resto do caminho via ônibus até São Raimundo Nonato (PI). Alugar carros também é uma boa opção, visto que há estacionamento no local. A rede hoteleira das cidades que compreendem o parque nacional não é grande, embora tenha opções para todos os bolsos. É bom fazer reservas antes de viajar. O parque abre o ano todo. De janeiro a junho, com as chuvas, a vegetação fica mais verde, mas a caminhada nas trilhas fica mais difícil. O calor chega forte entre agosto e novembro, quando as folhas caem e a mata ganha coloração que varia do vermelho ao marrom.

Tops da Gazeta