últimas notícias
Trem das Termas  Piratuba Parana
Trem das Termas Piratuba Parana
Foto: Reprodução Facebook

Turismo volta aos trilhos

O turismo ferroviário retoma a atividade; passeios agora têm restrições de público e cuidados sanitários

Um passeio bem diferente é andar em trens de turismo. São vagões e locomotivas antigas, as famosas marias-fumaça, que dão um charme a mais ao tour. E, falando em volta, é esse turismo que está sendo retomado agora.

Desde o dia 10 de junho, o Ministério do Turismo liberou os trechos turísticos sobre trilhos para os visitantes, mas nem todos retomaram as atividades. Há passeios que ainda estão suspensos, como os da Serra da Mantiqueira, das Águas e de Guararema, cuja liberação ainda está sendo aguardada.

Já os passeios já liberados só conseguiram autorização para a retomada depois de seguir uma série de recomendações, como marcações na fila para manter o distanciamento social, a redução na capacidade de atendimento, a higienização das cabines ou vagões, disponibilização de álcool em gel para frequentadores e funcionários, e manter as janelas abertas.

Um dos passeios que voltou às atividades neste sábado, 15, é o Trem do Corcovado. O vagão é elétrico - e ecologicamente correto, visto que o trecho passa por dentro do parque Nacional da Tijuca, a maior floresta urbana do mundo - e leva até o Cristo Redentor. É o passeio turístico mais antigo do Brasil: a ferrovia existia bem antes do próprio Cristo, e foi inaugurada em 1884. São 3.824 m de comprimento morro acima - sua construção foi considerada um milagre da engenharia na época.

Macaque in the trees
TREM DO CORCOVADO. Um dos passeios mais charmosos do Rio de Janeiro voltou neste sábado, 15. Os ingressos podem ser comprados pela internet, para evitar filas na bilheteria, e na baixa temporada, o valor é R$ 68,50. Os moradores do estado do Rio pagam ainda menos, R$ 55, para estimular o turismo.

Outra opção é o passeio que sai do Vale dos Vinhedos, na serra gaúcha: cidades como Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul têm estações ambientadas na era de ouro dos trens. E a maior atração da linha: o Trem do Vinho, que costuma fazer parte de pacotes de viagem que incluem almoços e visita a vinícolas da região. Há também uma parada no Parque Cultural Epopeia Italiana, para assistir a um espetáculo cênico sobre a história da região.

Macaque in the trees
TREM DO VINHO. O trajeto sai de Bento Gonçalves (RS) e passa pela serra gaúcha. Conta com almoço (italiano ou gaúcho), visita às vinícolas e uma encenação teatral no Parque Cultural Epopeia Italiana. O valor dos passeios é a partir de R$ 198.

Um trecho muito conhecido liga a capital paranaense, Curitiba, à cidade de Morretes, no litoral: é o Serra Verde Express, que usa as instalações da ferrovia Paranaguá-Curitiba. A linha férrea desce a serra e proporciona uma paisagem incrível: a Mata Atlântica preservada contrasta com o azul do céu, facilmente visualizado - em dias de tempo limpo - no trajeto em direção ao litoral, com 41 pontes, 13 túneis e vários viadutos no trajeto, que dura em média quatro horas e 15 minutos.

Macaque in the trees
SERRA VERDE EXPRESS. É de tirar o fôlego mesmo: o passeio é um dos mais antigos do Brasil, e leva os turistas da capital paranaense Curitiba a Morretes, que fica no litoral. O passeio pode não ser tão rápido - pode levar até quatro horas - mas a pressa fica do lado de fora: é a oportunidade de ver uma paisagem do alto de várias pontes. Uma delas, a São João, tem 110 metros de altura. O trecho passa pela Mata Atlântica, bastante preservada. O trem sai de Curitiba às 8h30, e de Morretes, às 15h. O valor da passagem é de R$ 26 para ambos os trechos.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta