Publicidade

X

Grande São Paulo

Cade investiga pratica anticompetitiva na venda de querosene em Cumbica

Ação apura denúncia de que distribuidoras e a concessionária do aeroporto estão impedindo a entrada de outra fornecedora Da Reportagem De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 03/10/2018 às 23:20

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu um processo nesta semana para investigar supostas práticas anticompetitivas no mercado de querosene de aviação no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. O processo investiga as distribuidoras Raízen Combustíveis, Air BP, BR Distribuidora e a concessionária do aeroporto de Guarulhos, GRU Airport.

A Superintendência-Geral do Cade apontou que as três distribuidoras assinaram com a GRU Airport um contrato que prevê que a entrada de outra empresa na base de distribuição de querosene dependeria da autorização das participantes.

Ainda segundo a superintendência, o dispositivo foi investigado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que concluiu que ele infringia contrato de concessão da administradora com a União.

Segundo o Cade, o caso teve início em dezembro de 2014 quando a empresa Gran Petro afirmou que as três distribuidoras e a concessionária do aeroporto a estariam impedindo de fornecer querosene no terminal.

A Air BP informou em nota que “reitera seu compromisso com o cumprimento da lei nos países em que atua e com o princípio da livre concorrência”.

A Raízen informou que está avaliando os fundamentos do procedimento administrativo aberto pelo Cade.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

EM MARÇO

Venda de carros 100% elétricos teve aumento de 973% em relação ao ano passado

Os híbridos venderam 7.411 exemplares em março, com aumento de 9,5% em relação a fevereiro deste ano e de 37,4% em comparação a março de 2023

ECONOMIA

O que é o arcabouço fiscal e por que ele é tão importante?

Sistema veio em substituição ao regime de teto de gastos, vigente desde o governo Temer até o fim de 2022

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter