últimas notícias
Mercado brasileiro de motocicletas prevê uma recuperação para este ano, com produção de mais de um milhão de motos
Mercado brasileiro de motocicletas prevê uma recuperação para este ano, com produção de mais de um milhão de motos
Foto: DIVULGAÇÃO

Ano bom

Em 2021, Abraciclo projeta alta de 10,2%; e produção de mais de um milhão de motos

Depois de um ano difícil, o mercado brasileiro de motocicletas prevê recuperação em 2021. Para a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), as fábricas do Polo Industrial de Manaus deverão produzir 1,06 mi de motocicletas, alta de 10,2% sobre as 961.986 unidades de 2020. No varejo, a Abraciclo espera 980 mil unidades, alta de 7,1%. As exportações deverão somar 40 mil itens, volume 18,5% maior em relação ao ano passado.

Macaque in the trees
Expectativa da Abraciclo é de que sejam licenciadas 980 mil unidades em 2021

"A chegada da vacina será o ponto-chave para recuperarmos as perdas. Por isso, a produção de motocicletas deve seguir em ascensão", diz Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo. segundo ele, a demanda está em alta, tanto no mercado interno quanto externo, mas as fabricantes seguem com medidas restritivas, o que impacta no volume produtivo e nas vendas. "Recentemente, com a implantação do toque de recolher no Amazonas, todas as associadas adequaram seus turnos de trabalho. Além disso, redobramos os cuidados com as medidas de saúde e segurança", complementa Fermanian.

Em 2020, a produção de motocicletas somou 961.986 unidades, queda de 13,2% sobre 2019. O volume superou a expectativa da entidade de outubro, que era de fabricar 937 mil unidades. "Hoje, a motocicleta é vista como uma alternativa segura para evitar a aglomeração do transporte público e é um instrumento de trabalho para quem passou a atuar com entrega", explica o presidente da Abraciclo. Os emplacamentos somaram 915.157 unidades em 2020, volume 15% menor ao de 2019. A street foi a categoria mais emplacada, com 458.577 unidades e 50,1% de participação de mercado. Na sequência, vieram as trail e as motonetas.

Macaque in the trees
As exportações deverão totalizar 40 mil unidades, volume 18,5% maior em relação ao ano passado

As associadas da Abraciclo exportaram 33.750 unidades em 2020, queda de 12,6% sobre 2019 (38.614). Segundo dados do portal Comex Stat, que registra os embarques totais por mês, os três principais destinos das motocicletas de Manaus foram Argentina, EUA e Colômbia.

Macaque in the trees
A Honda manteve sua longa hegemonia no Brasil, com 77,71% das vendas de motocicletas em 2020

A Honda manteve a hegemonia no Brasil, com 77,71% das vendas em 2020, seguida pela Yamaha, com 15,5%, e BMW, com 1,14% de "share".

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta