X

Anfavea

Alagamentos no Rio Grande do Sul travaram a produção de maio

A produção nacional em maio fechou em 166,7 mil unidades entre carros de passeio, comerciais leves, caminhões e ônibus

Daniel Dias/AutoMotrix

Publicado em 22/06/2024 às 08:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

fábrica da General Motors na cidade gaúcha de Gravataí / Divulgação

Conforme a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o ritmo de crescimento da produção foi interrompido em maio deste ano pelos reflexos dos alagamentos no Rio Grande do Sul.

Fábricas pararam ou tiveram seu ritmo reduzido não apenas no Estado como também em outras regiões do Brasil devido aos vários fornecedores estabelecidos no extremo sul. Além das milhões de pessoas atingidas no Rio Grande do Sul, a malha rodoviária foi seriamente afetada em quase sua totalidade no Estado.

Setor de emprego

A produção nacional em maio fechou em 166,7 mil unidades entre carros de passeio, comerciais leves, caminhões e ônibus – uma queda de 24,9% na comparação com abril. Mas houve uma boa notícia para o setor em maio com o nível de empregos diretos nas fábricas.

O número de vagas diretas chegou a 103.299, um crescimento de 1,3 mil empregos em relação a abril e de 3,1 mil sobre maio de 2023.

“Esse é o melhor nível desde novembro de 2022, indicando os primeiros reflexos positivos dos investimentos anunciados pelas fabricantes desde o ano passado”, comemorou Márcio de Lima Leite, presidente da Anfavea, destacando ainda o poder de geração de empregos indiretos na cadeia automotiva, de dez para cada vaga direta.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Seu Dinheiro

Confira o resultado do Timemania no concurso 2119, nesta quinta

O prêmio é de R$ 9.500.000,00

Seu Dinheiro

Confira o resultado da Quina no concurso 6484, nesta quinta

O prêmio é de R$ 29.000.000,00

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter