Publicidade

X

Panorama

O valor do X

Estrela do último Salão de São Paulo e cotado para desembarcar no Brasil, o crossover Fiat 500X mostra seus atributos em teste em Portugal

RICARDO

Publicado em 23/03/2019 às 01:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

/Fotos: António de Sousa Pereira/Absolute Motors/Portugal

No último Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, em novembro do ano passado, uma das principais atrações do estande da Fiat era o 500X. O crossover compacto divide plataforma com o Jeep Renegade, mas já conta com o novo motor Firefly 1.3 turbo da FCA que equipa o SUV da marca norte-americana na Europa. É cotado para desembarcar no Brasil ainda este ano. Desde a sua "reinvenção", em 2007, o 500 rapidamente se tornou não só em um novo ícone a nível global como na "força motriz" de boa parte da gama da Fiat. É o caso da versão utilitário esportivo compacto, recentemente atualizada e aqui avaliada na configuração 500X 1.0 Turbo Cross, o nível de equipamento mais generoso da gama.

Em time que está ganhando não se mexe. Esse parece ter sido o lema da Fiat quando da recente atualização do 500X em termos de design, mantendo as suas formas atraentes e um assumido e evidente parentesco estético com o clássico 500, de que as lanternas traseiras são prova notória. Visualmente, as alterações introduzidas com a renovação do 500X se concentram essencialmente nos grupos ópticos. Na frente, além do novo desenho dos faróis, há a disponibilização das luzes integralmente por leds, uma opção cujos benefícios são inegáveis, em termos de estilo quanto funcionais. Também na traseira o destaque são as lanternas em leds, que estabelecem um paralelismo assumido com a mais recente geração do "eterno" 500.

Já no interior, as diferenças estão no painel de instrumentos com novo grafismo e boa leitura e no volante. As maiores evoluções do 500X são as soluções de assistência ao condutor: o sistema de leitura de sinais de trânsito com alerta de velocidade excessiva e o assistente à manutenção na faixa de rodagem são de série em toda a gama.

Dentro do 500X, a qualidade geral é de nível apreciável, garantida por bons materiais, embora alguns plásticos deixem a desejar. A faixa na cor da carroceria que atravessa o tablier com duplo porta-luvas ajuda a criar um ambiente acolhedor e moderno. A capacidade do porta-malas é razoável, oferecendo ainda um fundo falso com duas posições. A habitabilidade é generosa em todos os lugares, inclusive o espaço para pernas oferecido no banco traseiro, o que permite viajar com relativo conforto. O generoso ângulo de abertura das portas favorece o acesso dos passageiros e das cadeirinhas de criança. O computador de bordo e o sistema de infoentretenimento com tela de 7" e câmara traseira são bastante completos.

Mas a principal novidade do 500X é o 1.0 Turbo Cross, um três cilindros pertencente à nova família FireFly de motores modulares a gasolina do Grupo FCA, com uma cilindrada unitária de 333 cc. Com menos de cem quilos de peso, por ser construído totalmente em alumínio, é dotado de injeção direta, turbocompressor e tecnologia MultiAir de distribuição variável.

António de Sousa Pereira, do Absolute Motors/Portugal, especial para a Agência AutoMotrix

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CASOS EM ALTA

Dengue: grávidas e bebês podem usar repelentes?

Na busca por proteção, a procura por repelentes aumentou nas farmácias de todo o País; dermatologista orienta sobre o uso

DRAMA ALVINEGRO

Corinthians perde para a Ponte Preta em Itaquera e vê vaga se distanciar

Iago Dias abriu o placar aos cinco minutos para a Ponte Preta; Corinthians finaliza 26 vezes, mas não consegue balançar as redes

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter