Publicidade

X

LINHA 2024 A CONTA-GOTAS

Peugeot apresenta linha 2024 do 208

No Brasil, o Peugeot 208 divide a apresentação da linha 2024 em etapas

Daniel Dias - AutoMotrix

Publicado em 21/07/2023 às 11:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Com apenas retoque estilísticos, o 208 vendido no Brasil mantém os motores 1.0 e 1.6 aspirados divididos em quatro versões / Divulgação

A Peugeot do Brasil acaba de apresentar a linha 2024 do 208 – o carro-chefe da companhia na América do Sul e na Europa –, sem alterações estéticas importantes. Na verdade, chegaram apenas as versões mais básica, a Like, a Style, a Active e a Roadtrip. Contudo, a marca francesa promete mais novidades na família do hatch compacto produzido na Argentina ainda para este ano. Entre as inovações previstas está a adoção do motor 1.0 turbo T200 – o mesmo usado nos Fiat Pulse e Fastback –, que deverá estrear nas versões mais caras do 208, a Griffe e a Allure. Enquanto isso, na Europa, o compacto da Peugeot teve atualizações bem mais expressivas no design e a confirmação de que o compacto abandonará de vez as versões com motores a combustão interna para apostar na eletrificação, apenas com configurações 100% elétricas – a E-208 – e híbridas. 

Como a decisão de ter somente variantes eletrificadas do 208 está longe de acontecer no mercado sul-americano, a marca do leão também adiou a chegada por aqui da principal mudança estética no modelo europeu: a adoção de mais dois “dentes de sabre” de cada lado do conjunto de luzes de circulação diurna. Na Europa, a linha 2024 do 208 foi revelada com a apresentação do elétrico E-208, que agora traz três “presas” de cada lado do conjunto óptico frontal –, uma novidade que deverá se espalhar por toda a linha do compacto e provavelmente por outros modelos da marca. No Brasil, o novo visual desembarcará em breve justamente no E-208, importado da fábrica de Trnava, na Eslováquia.

Leia Também

• Peugeot apresenta novo carro elétrico no Brasil; confira

• Peugeot lança série especial de seus modelos mais vendidos

Para o mercado sul-americano, por enquanto, a Peugeot não mexeu nas motorizações do 208 produzido na fábrica de El Palomar, na Grande Buenos Aires. Com o esperado motor 1.0 turbo de 130 cavalos reservado para as versões mais caras, esperadas para os próximos meses, os propulsores das configurações mais baratas, a Like e a Style, continuam sendo o 1.0 de três cilindros com câmbio manual, enquanto as mais gabaritadas Active e Roadtrip, que acelera o passo para substituir a Griffe como topo de linha, mantêm o 1.6, também aspirado, acompanhado da transmissão automática.

Na linha 2024 do 208 no Brasil, o hatch compacto começa com a variante de entrada Like – que, assim como o restante da família, não teve o preço revelado –, equipada com o 1.0 Firefly de 75 cavalos de potência e 10,7 kgfm de torque, acoplado ao câmbio manual de 5 marchas, com elementos da parte externa em preto e rodas de aço aro 15. Na cabine, o principal atrativo segue sendo o i-Cockpit, potencializado pelo volante Sport Drive, sempre pequeno, o grande “cartão de visita” do carro desde sua estreia, em 2012, aposentando o manjado 207. A Like do 208 conta de série com ar-condicionado digital, sistema de som com tela digital de 5 polegadas, vidros elétricos dianteiros, quatro airbags, câmbio com aplicação em Black Piano e iluminação no porta-luvas, este item talvez a maior novidade do 208 na linha 2024, presente nas quatro configurações. Em termos de equipamento, a Like tem o Hill Assist, para auxílio nas partidas em subidas, e os controles de tração e estabilidade.

Para incrementar a Like, a fabricante francesa disponibiliza o pacote opcional Pack Tech, incluindo Central Multimídia Peugeot Connect de 10,3 polegadas com conexão Wireless para Android Auto e Apple CarPlay, retrovisores externos e vidros nas quatro portas com comando elétrico, acionamento do som no volante, dois alto-falantes traseiros (somam-se aos dois frontais), dois twitters e duas entradas USB, sendo a novidade da entrada do tipo C, ampliando as possibilidades de ligação com qualquer tipo de smartphone. O pacote agrega ainda um acabamento com aplicação de Black Piano em todo o painel e o volante, enquanto no exterior as luzes de circulação diurnas são em leds no formato de único “dente de sabre” de cada lado. O Pack Tech soma R$ 3 mil à fatura.

Dotada do mesmo “powertrain” da Like, a Style acrescenta grade dianteira em Dark Chrome, conjunto óptico em full led, rodas de liga leve de 16 polegadas, maçanetas das portas na cor da carroceria, retrovisores e faixa traseira em preto brilhante e teto panorâmico. Um interior escurecido é o destaque da versão, somado à inclusão de soleira com o nome “Peugeot” e manopla do câmbio com acabamento em cinza acetinado. A Style tem de série carregador de smartphone por indução, Visiopark (sensor de estacionamento mais câmera traseira de 180 graus) e bancos com costura especial.

O motor 1.6 de 120 cavalos e 15,7 kgfm de torque, acompanhado do câmbio automático de 6 marchas, equipa as duas versões mais caras do 208 “brasileiro”. A Active soma sensor de ré e câmera traseira, limitador de velocidade e modos de condução “Eco” e “Sport”. Por fora, a aplicação de elementos em preto fosco, os “dentes de sabre” em leds e as rodas de liga leve de 16 polegadas pintadas ajudam a tentar dar uma identidade própria à Active. Como topo de linha do 208, está a partir de agora a Roadtrip – antes, nome de uma série especial do hatch compacto. A “nova” Roadtrip herda bastante coisa da Griffe, destacando o i-Cockpit 3D. A configuração “top” do 208 se caracteriza também por adesivos e emblemas “Roadtrip” aplicados em diferentes pontos da carroceria, faróis full led, aerofólio em Black Piano, rodas Kanobi de 16 polegadas Black Diamond, teto panorâmico, Visiopark de 180 graus, interior com ambientação escura, bancos em couro, tecido e Alcântara, volante Sport Drive revestido em couro, soleira com nome “Peugeot” e tapete com bordado “Roadtrip”.
 

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Corinthians é eliminado do Campeonato Paulista

Agora, o clube terá que conquistar a vaga na Copa do Brasil de 2025 de outro jeito

Mundo

Pesquisa afirma que Trump tem 48% das intenções de voto nos EUA

Os resultados mostram que 48% dos entrevistados afirmaram que votariam em Trump

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter