últimas notícias
O novo protocolo do Ministério da Saúde prevê o uso a critério do médico, junto a vontade do paciente
O novo protocolo do Ministério da Saúde prevê o uso a critério do médico, junto a vontade do paciente
Foto: Hal Gatewood/Unsplash

Sociedade Brasileira de Pediatria não recomenda uso de cloroquina em crianças

Organização não recomenda o medicamento por não existir "evidências consistentes e reconhecidas pela comunidade científica como válidas"

Nesta terça-feira (16), a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) emitiu uma nota reafirmando que não recomenda o uso da cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento de crianças com Covid-19.

A organização não recomenda os medicamentos por não existir “evidências consistentes e reconhecidas pela comunidade científica como válidas”.

“A ausência dessas evidências sólidas impede o uso seguro dessas drogas, seja porque não há confirmação sobre seus efeitos terapêuticos positivos contra a covid-19, seja porque ainda não foram mensurados com exatidão seus possíveis efeitos colaterais”, afirma a nota da SBP.

MINISTÉRIO DA SAÚDE.

O Ministério da Saúde divulgou um novo protocolo para a prescrição dos medicamentos para gestantes e crianças. O novo protocolo foi anunciado na segunda-feira (15) e prevê o uso a critério do médico, junto a vontade do paciente.

No dia 20 de maio, o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, recomendou o uso da cloroquina para pacientes leves do coronavírus. A prescrição deveria ser feita pela médico e o paciente deveria declarar vontade de uso. Antes o medicamento era indicado para pacientes graves.

Comentários

Tops da Gazeta