últimas notícias
O ministro da Educação (MEC), Abraham Weintraub ficou à frente da Pasta por 14 meses
O ministro da Educação (MEC), Abraham Weintraub ficou à frente da Pasta por 14 meses
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Fim do ciclo

O Guri do Planalto informa tudo que acontece Direto de Brasília

Conforme anunciado por esta coluna, a saída do Ministro da Educação se confirmou essa semana, apesar das tentativas dos apoiadores ideológicos do Governo, entre eles os filhos de Bolsonaro, de tentar manter o ministro, o Presidente optou pela demissão. Bolsonaro já estava incomodado com o Ministro já fazia algum tempo, o Presidente achava que Weintraub “gostava de aparecer demais” e o incômodo de Bolsonaro ficou visível durante o vídeo em que foi anunciada a demissão. A saída do Ministro também agrada a ala militar do governo que nunca gostou do ex-titular do Ministério da Educação.

Substituto.
Um dos cogitados para assumir o Ministério da Educação é o atual presidente do Capes, Benedito Guimarães Aguiar Neto, ex-reitor do Mackenzie em São Paulo. O “Centrão” que recentemente indicou nomes no Ministério da Educação já se movimenta para indicar o novo ministro. A chamada “ala Olavista” do governo também pretende indicar o substituto. E agora o Presidente vai agradar a ala ideológica ou o mais novo aliado, o Centrão?

E o Queiroz?
A prisão essa semana do ex-assessor de Flavio Bolsonaro gerou tensão a todos apoiadores do Governo. O maior temor deles é que uma possível delação de Queiroz possa atingir o Presidente e seus familiares.

Reunião de emergência.
Após a divulgação da notícia da prisão de Queiroz, o Ministro da Justiça foi chamado às pressas para o Palácio do Planalto para discutir as estratégias e possíveis consequências jurídicas da prisão.

Presidência do Senado.
Já começam as movimentações para a disputa da presidência do Senado Federal, que ocorrerá somente em fevereiro do ano que vem. A principal movimentação é do atual presidente Davi Alcolumbre, que buscar viabilizar apoio para aprovar uma alteração na Constituição que possibilite a sua reeleição. Segundo senadores, Davi Alcolumbre já conta com o apoio do Governo Federal para buscar a reeleição. O grupo Muda Senado deve lançar um candidato contra a possível candidatura de Davi Alcolumbre, e os nomes mais cogitados são de Alvaro Dias, Major Olimpio e Alessandro Vieira.

Parlamentares com coronavírus.
Essa semana os deputados federais Joice Hasselmann e Jr. Bozzella (PSL-SP) anunciaram que foram contaminados pelo coronavírus. O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) também foi contaminado com o coronavírus e está internado na UTI de um hospital no Rio de Janeiro em estado grave. Já no Senado Federal o senador Carlos Fávaro (PSD-MT) também anunciou que está com a doença. Nossas orações de melhoras e boa recuperação para todos.

"A saída do pior ministro da educação da história é um alívio para milhões de jovens brasileiros"
A deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) sobre a demissão do Ministro da Educação.

Comentários

Tops da Gazeta