últimas notícias
Policia Federal faz buscas na sede da Secretaria Estadual 
de Educação do Piauí, em Teresina, nesta segunda-feira (27)
Policia Federal faz buscas na sede da Secretaria Estadual de Educação do Piauí, em Teresina, nesta segunda-feira (27)
Foto: Divulgação/Polícia Federal

PF cumpre mandados de operação que investiga desvios do Fundeb e Pnate

Polícia cumpre 12 mandados de busca e apreensão em Teresina (PI) e em Brasília (DF); operação investiga suposto desvio de R$ 50 milhões de recursos do Fundeb e Pnate

Nesta segunda-feira (27), a Polícia Federal (PF) realizou buscas na casa do governador Wellington Dias (PT) e da primeira-dama, ex-secretária estadual de educação e deputada de Piauí Rejane Dias (PT). Os mandados integram a Operação Topique, que investiga um suposto desvio de R$ 50 milhões de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate).

Ao todo, 12 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Teresina (PI) e em Brasília (DF), a pedido da Justiça Federal no Piauí. De acordo com a Polícia Federal, “as ações de hoje dão continuidade às investigações formalizadas nas operações Topique e Satélites, ocorridas em agosto de 2018 e em setembro de 2019”.
Nas etapas anteriores, a polícia investigou empresários e servidores públicos estaduais envolvidos em um esquema que desviava recursos públicos, a partir de contratações irregulares e com preço superfaturado de serviços de transporte escolar. Es

ta é a terceira etapa da operação, e, segundo a PF, o governo estadual seguiu contratando as empresas suspeitas.

“Mesmo após duas fases ostensivas da operação, o governo do Piauí mantém contratos ativos com as empresas participantes do esquema criminoso que totalizam o valor de R$ 96,5 milhões, celebrados entre os anos de 2019 e 2020”, diz a nota da polícia.

Em nota, a deputada Rejane Dias informou que "recebe com tranquilidade os desdobramentos da referida operação" e que está à disposição para esclarecer o caso. Acrescenta também que “sempre se portou em observância às Leis, tendo em vista a melhoria dos índices educacionais e a ampliação do acesso à educação dos piauienses”.

A Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) informou que “está colaborando plenamente com a investigação em curso da Polícia Federal e sempre se colocou à total disposição dos órgãos de controle para esclarecer quaisquer questionamentos, visando a transparência e o correto funcionamento da administração pública”.

Comentários

Tops da Gazeta