últimas notícias
Imunização contra a Covid-19
Imunização contra a Covid-19
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Ministério anuncia vacina para educação e público de 18 a 59 anos

Prioridade é dada a trabalhadores de creches; cidades que não tiverem demanda poderão reservar parte das doses para público de 18 a 59 anos

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira que antecipou a vacinação contra a Covid-19 para os profissionais da educação e definiu a ordem das categorias que deverão ser imunizadas. A pasta também autorizou a vacinação de pessoas fora dos grupos prioritários, com idades entre 18 e 59 anos e em ordem decrescente.

De acordo com o anúncio, a vacinação de profissionais da educação deve seguir essa ordem de prioridade: creches, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA e, na sequência, trabalhadores da educação do ensino superior.

 

Serão incluídos, de acordo com esclarecimento do ministério ao portal “G1”, todos os profissionais que trabalham na Educação, não somente professores – como os da faxina, portaria e manutenção.

“A motivação da priorização dos profissionais da educação se deve aos impactos sociais ocasionados pela Covid-19 com a necessidade de volta às aulas presenciais. As creches e escolas contribuem não só para a educação de milhares de brasileirinhos como também garantem a segurança alimentar das crianças”, informou o ministério, em nota.

A imunização dos grupos não prioritários de 18 a 59 anos deverá acontecer ao mesmo tempo em que ocorre a vacinação dos grupos prioritários que vêm depois dos professores.

A pasta também autorizou que cidades que não tiverem demanda suficiente para grupos prioritários podem reservar parte das doses da vacina contra Covid-19 para pessoas com idade entre 18 e 59 anos sem comorbidades.

Comentários

Tops da Gazeta