últimas notícias

Para além do Tio Sam

Para se vacinar nos Estados Unidos basta se dirigir a um posto de vacinação e apresentar um documento provando ter ao menos 16 anos de idade. Mas terra do Mickey não é a única que está vacinando estrangeiros.

Na República de San Marino, que fica dentro da Itália, estrangeiros e não italianos que desejarem receber as duas doses da Sputnik V podem fazê-lo desde que estejam no território uma semana antes de receber a primeira dose e comprovem que estarão no país para receber a segunda dose. Além disso, é preciso pagar cerca de 50 euros. Na Rússia, contudo, é possível se vacinar de graça, visto que o país não exige comprovante de residência e nem estabeleceu grupos prioritários. Contudo, no caso da Rússia, as fronteiras estão abertas para pouquíssimos países e o Brasil não é um deles.

Outros países como Cuba, Emirados Árabes e Ilhas Maldivas também estudam a possibilidade de imunizar estrangeiros, mas ainda não há qualquer cronograma oficial.

Tops da Gazeta