X

Assassinato

VÍDEO: Monitorado por três dias, advogado é assassinado com mais de 20 tiros no Rio de Janeiro

Um dos suspeitos foi identificado perto da casa da vítima no dia da morte; um dos carros usados no crime foi apreendido em Maricá

Lucas Souza

Publicado em 05/03/2024 às 14:00

Atualizado em 05/03/2024 às 14:51

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Monitorado por três dias, advogado é assassinado com mais de 20 tiros no Rio de Janeiro / Reprodução/Tv Globo

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

O advogado Rodrigo Marinho Crespo foi assassinado com vários tiros no centro do Rio de Janeiro no dia 26 de fevereiro. Antes do crime, a vítima foi monitorada por três dias. O caso segue em investigação.

VÍDEO: Policial aposentado é morto por criminoso na zona leste de SP

A Polícia Civil do RJ iniciou, nesta segunda-feira (4), uma operação em busca do policial militar (PM) Leandro Machado da Silva e de Eduardo Sobreira Moraes, suspeitos de participarem do crime. O PM foi responsável por alugar um dos carros (Gol branco) e Eduardo, que não teve a profissão divulgada, foi identificado perto da casa da vítima no dia do assassinato.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Investigação 

Segundo a investigação, o Gol branco de placa RKS 6H29 foi avistado na manhã do dia do crime e nos arredores do prédio da vítima nos dias 22, 24 e 25 de fevereiro.

Eduardo Sobreira Moraes, de 47 anos, foi identificado pela polícia próximo à residência de Rodrigo nos dias 24 e 26 de fevereiro - dia do crime. Segundo relatos de testemunhas.

O advogado foi morto com tiros de pistola nova milímetros, na avenida Marechal Câmera, no centro do Rio de Janeiro.

Como aconteceu

Na companhia de um sobrinho, Rodrigo andava pela avenida no momento em que um homem encapuzado desce de um dos veículos e começa a disparar diversos tiros.

De acordo com os peritos, 18 estojos de cápsulas foram encontrados no local do crime. Ainda segundo os profissionais, o advogado apresentava 21 perfurações, no mínimo, entre entradas e reentradas (quando a bala entra no corpo, sai e entra de novo).

Carro clonado

No último sábado (2), o carro de placa RTP-2H78 foi apreendido em Maricá, região metropolitana do Rio de Janeiro. De acordo com a polícia, o veículo é de uma locadora de automóveis, localizada na zona oeste do RJ.

Depois do crime, o VW/Gol foi devolvido para a locadora três dias após o homicídio, no dia 29 de fevereiro. Quando encontrado pelos policiais, o carro já estava em posse de outro cliente.

O outro automóvel, um Gol branco de placa RKS-6H29, usado na operação, responsável por transportar o atirador, ainda não foi encontrado pela polícia. Com o decorrer da investigação, foi descoberto dois clones que circulam pelo Rio de Janeiro do mesmo veículo.

A Delegacia de Homicídios já encontrou o veículo original e um dos clones. O texto conta com informações do "G1". 

O que dizem os citados

Em nota enviada ao "G1", a Secretaria da Polícia Militar informou que "a Corregedoria Geral da Corporação apoia a operação da Polícia Civil.

"Dentre os alvos, um policial militar lotado no 15º BPM (Duque de Caxias). O envolvido já estava afastado do serviço nas ruas, pois responde a um outro inquérito por participação em organização criminosa, tendo sido preso preventivamente em abril de 2021.

A Corregedoria já havia instaurado um Procedimento Administrativo Disciplinar em relação ao policial, que pode culminar com sua exclusão das fileiras da corporação. O comando da SEPM reitera seu impreterível compromisso com a transparência e condena qualquer cometimento de crime realizado por seus entes, punindo com rigor os envolvidos quando constatados os fatos.

A Corregedoria da corporação segue colaborando integralmente com as investigações da Polícia Civil".

*Texto sob supervisão de Matheus Herbert

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

MOBILIDADE URBANA

Linha 6-Laranja: túneis se encontram na zona norte de SP

Cerimônia celebrou o encontro dos túneis da futura estação Brasilândia e do Pátio Morro Grande

Leilão de veículos

Detran-SP realiza leilão online com lances a partir de R$ 2 mil

Carros conservados e sucatas disponíveis; visite e faça seu pré-lance em julho

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter