Publicidade

X

Show

Taylor Swift encerra shows no Rio de Janeiro sem menção à morte de fã

A ideia era levantar uma placa, impressa em papel ou feita pelo celular, com o nome de Ana Clara Benevides

Natasha Werneck/Folhapress

Publicado em 21/11/2023 às 10:35

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Taylor Swift sobe ao palco após cancelamento de show no estádio do Engenhão. / AgNews / AgNews

 Sem menção a Ana Clara Benevides, a fã de 23 anos que morreu na sexta-feira em seu show, Taylor Swift encerrou sua passagem pelo Rio de Janeiro com um terceiro show na noite desta segunda-feira no estádio Nilton Santos, o Engenhão.

A cantora também não se pronunciou sobre o adiamento desta apresentação, que estava marcada para sábado, mas acabou adiada em cima da hora, uma hora antes do previsto para o show começar, por causa das altas temperaturas registradas na capital fluminense.

No estádio, onde as três apresentações da "The Eras Tour" na cidade aconteceram, era possível ver espaços vazios, algo a princípio impensável para a turnê de Swift, marcada por tumultos na compra de ingressos e conflitos entre fãs e cambistas. Um vídeo publicado no X, o antigo Twitter, mostra fãs dançando em uma ciranda.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A apresentação tampouco teve o protesto que os fãs da cantora americana tinham marcado pelas redes sociais. A ideia era levantar uma placa, impressa em papel ou feita pelo celular, com o nome de Ana Clara Benevides, após a canção "Champagne Problems".

É tradicionalmente um dos momentos da apresentação em que os fãs ovacionam Swift. Nesta segunda, não foi diferente. Enquanto gritavam o nome da cantora, como de costume, as placas com o nome da fã morte ficaram de lado.

A cantora volta a se apresentar no país na sexta-feira, dia 24, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Ela ainda faz shows no sábado e no domingo, encerrando sua passagem pelo Brasil. Os ingressos para as três apresentações estão esgotados.
 

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CASOS EM ALTA

Dengue: grávidas e bebês podem usar repelentes?

Na busca por proteção, a procura por repelentes aumentou nas farmácias de todo o País; dermatologista orienta sobre o uso

DRAMA ALVINEGRO

Corinthians perde para a Ponte Preta em Itaquera e vê vaga se distanciar

Iago Dias abriu o placar aos cinco minutos para a Ponte Preta; Corinthians finaliza 26 vezes, mas não consegue balançar as redes

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter