últimas notícias
Uma árvore caiu no bairro de Higienópolis, na região central; a queda assustou os moradores de um prédio em frente
Uma árvore caiu no bairro de Higienópolis, na região central; a queda assustou os moradores de um prédio em frente
Foto: Danilo Verpa/Folhapress

Chuva alaga vias e provoca queda de árvores em SP

Às 8h30 havia ao menos 14 pontos de alagamentos; voltou a chover forte à tarde

As chuvas da madrugada desta terça-feira deixaram a capital paulista sob estado de atenção nesta manhã, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Por volta das 8h30, havia ao menos 14 pontos de alagamentos transitáveis em diversas regiões de São Paulo. Às 11h, ainda havia 12 pontos, sendo um intransitável. À tarde, voltou a chover forte na Capital.

Uma árvore de grande porte caiu em Higienópolis, na região central. A queda assustou moradores de um prédio em frente. Outra árvore caiu no viaduto Dona Paulina, no centro, causando a destruição de um poste de luz.

O Corpo de Bombeiros apontou que até às 6h foram recebidos 325 chamados para quedas de árvores, 25 para desabamentos e desmoronamentos, e outros 5 para enchentes na Grande São Paulo e região metropolitana. Segundo o CGE, o estado de atenção foi encerrado às 8h20.

Um dos desabamentos foi registrado na travessa Eugênio Hostos, no Sapopemba, na zona leste da cidade. Três viaturas foram para o local. Ninguém ficou ferido.

A corporação também informou que um homem de 35 anos foi encaminhado ao pronto-socorro da Santa Casa de Santo Amaro, na zona sul, vítima de afogamento em represa na região do Itaim Bibi. O estado de saúde é grave.

Motoristas enfrentaram problemas no trânsito durante esta manhã, quando foram registrados 148 km de congestionamento. No Aeroporto Internacional de Guarulhos, 30 voos estavam com atrasos superiores a 30 minutos (20 chegadas e 10 partidas) na parte da manhã, desde às 6h. Quatro voos foram cancelados. O Aeroporto de Congonhas não apresentou problemas.

Os temporais prejudicaram o fornecimento de energia em algumas regiões da capital paulista. Segundo a Enel Distribuição São Paulo, as fortes rajadas de vento e as chuvas com granizo atingiram toda a área de concessão da distribuidora. As zonas leste e norte foram as mais prejudicadas. A companhia disse que está trabalhando para restabelecer o serviço.

A Defesa Civil de São Paulo também alertou no início da manhã para forte chuva em cidades do interior paulista e necessidade de pessoas próximas à represas buscarem abrigo seguro. (EC)

Tops da Gazeta