últimas notícias
Marina Helou (Rede) declarou apoio a Guilherme Boulos (PSOL) no segundo turnos das eleições na Capital
Marina Helou (Rede) declarou apoio a Guilherme Boulos (PSOL) no segundo turnos das eleições na Capital
Foto: Reprodução/TV Cultura

Marina Helou declara apoio a Boulos: 'Não é mais do mesmo'

'Dentre as opções que estão no 2º turno, é o que mais se aproxima com a minha visão de cidade', disse Helou, que disputou o 1º turno pela Rede

A deputada estadual Marina Helou (Rede), que disputou o primeiro turno das eleições para a Prefeitura de São Paulo deste ano, declarou na tarde desta quinta-feira apoio a Guilherme Boulos (PSOL) durante o segundo turno. “Não é mais do mesmo para a cidade de São Paulo. Dentre as opções que estão no segundo turno, é o que mais se aproxima com a minha visão de cidade”, disse ela.

Em uma sequência de mensagens pelo Twitter, a parlamentar começou celebrando que os eleitores da Capital colocaram no segundo turno “dois projetos democráticos", em referência a Boulos e Bruno Covas (PSDB). “[São] Candidatos que se afastam do autoritarismo e dos desvarios do governo federal, mostrando que se preocupam realmente com São Paulo. Dois políticos que respeito”, disse.

Ela também explicou não ser socialista, acreditar em parcerias com a iniciativa privada e ter profundo compromisso com a Lei de Responsabilidade Fiscal, para, depois, criticar o partido de Covas. “Por outro lado, o PSDB vem se distanciando de compromissos fundamentais como a transparência e o foco na criação de políticas públicas, para quem mais precisa, e do meio ambiente”.

A ex-candidata da Rede também afirmou que o PSDB “deixa de lado valores” como da diversidade, e se aproxima do fisiologismo.

Segundo ela, “o projeto de Boulos e Erundina não só resgata o compromisso com quem mais precisa, garantindo oportunidades iguais para paulistanos e paulistanas, como rompe com uma lógica de acordos e negociações prévias”.

Por fim, Helou afirmou que condicionou o apoio neste segundo turno à incorporação pela chapa do PSOL de temas como “meio ambiente e saneamento básico”, “transparência e gestão com responsabilidade fiscal” e “antirracismo e equidade de gênero”, entre outros. Segundo ela, Boulos e Erundina concordaram em considerar esses pontos como fundamentais.

Comentários

Tops da Gazeta