últimas notícias
Foram registrados 218 mil votos brancos e 488,8 mil nulos, número equivalente a quase 15% dos votos válidos
Foram registrados 218 mil votos brancos e 488,8 mil nulos, número equivalente a quase 15% dos votos válidos
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

São Paulo registra recorde de abstenção no segundo turno

Mais de 2,247 milhões (30,8%) dos eleitores deixaram de ir às urnas neste domingo

A cidade de São Paulo registrou abstenção recorde na votação para o segundo turno das eleições 2020: 30,8% dos eleitores aptos a votar não foram às urnas neste domingo (29). Este índice ultrapassa a marca registrada no primeiro turno (15 de novembro), quando 29,29% dos eleitores não votaram.

Mais de 2,247 milhões de eleitores da Capital deixaram de ir às urnas neste domingo. A última abstenção foi registrada em 2016, quando 22% dos eleitores não compareçam às urnas.

Foram registrados 218 mil votos brancos e 488,8 mil nulos, número equivalente a quase 15% dos votos válidos.

Bruno Covas (PSDB) foi reeleito prefeito da capital paulista com 2,8 milhões de votos (59,77%).

Abstenção na Grande São Paulo

Houve crescimento na taxa de abstenção de 2016 para 2020 nas cidades da região metropolitana de São Paulo.

 

A cidade de Santo André, no ABC Paulista, registrou a maior taxa de abstenção da região, com 28,88%. Em seguida, Carapicuíba registrou 28,50%; Osasco, 28,23%; Mogi das Cruzes, 27,78%; Embu-Guaçu, 27,22%; São Bernardo do Campo. 26,62%; Diadema, 25,95% e; Mairiporã, 25,84%

 

Comentários

Tops da Gazeta