últimas notícias
Carolina Iara é covereadora em São Paulo pela Bancada Feminista do PSOL
Carolina Iara é covereadora em São Paulo pela Bancada Feminista do PSOL
Foto: Divulgação/PSOL

Covereadora em SP pelo PSOL diz ter sofrido atentado a tiros

Carolina Iara, da Bancada Feminista, afirmou que sua casa, em Itaquera, foi alvo de pelo menos dois tiros na madrugada desta quarta-feira

A integrante de mandato coletivo do PSOL na Câmara Municipal de São Paulo, Carolina Iara, afirmou que sua casa, em Itaquera, na zona leste da Capital, foi alvo de pelo menos dois tiros na madrugada desta quarta-feira. Não há informações sobre suspeitos.

A covereadora integra a Bancada Feminista, composta por seis mulheres, eleita em novembro do ano passado, com 46.267 votos recebidos por Silvia Andrea Ferraro, o rosto que apareceu nas urnas.

Carolina foi prestar depoimento no DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoas), na tarde desta quarta. Ela entregou à polícia imagens de câmeras de monitoramento que mostram um carro branco, que teria sido usado pelos suspeitos.

De acordo com o jornal "Agora São Paulo", imagens mostram quando um veículo branco chega em frente à casa de Carolina, às 2h07. Cerca de três minutos depois, é possível ver pés caminhando com pressa até o veículo, que é manobrado e sai do local.

A mãe da covereadora ouviu sons semelhantes ao de tiros, no mesmo horário em que o carro branco foi flagrado pelas câmeras de monitoramento. Pela manhã foi possível constatar que um dos disparos atingiu uma parede, perto da cozinha da residência, e o outro, um muro.

A chefe de gabinete disse ainda que Carolina Iara, que é uma mulher trans, não recebeu nenhuma ameaça de morte, apesar de ser constantemente ofendida em redes sociais.

Comentários

Tops da Gazeta