últimas notícias
Desde a permissão da reabertura dos parques, o mais visitado é o Parque Ibirapuera, com 3,6 milhões
Desde a permissão da reabertura dos parques, o mais visitado é o Parque Ibirapuera, com 3,6 milhões
Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress

Lotados, parques de SP garantem uso de máscara com gritos e ‘ajudinha’

Frequentadores ouvidos pela Gazeta contam o que veem nos parques de SP após extensão de horário de funcionamento

Os parques municipais de São Paulo estenderam o horário de funcionamento e, desde o início do mês, passaram a abrir os portões das 6h às 18h, inclusive aos fins de semana. Com isso, aumentou o número de frequentadores das áreas verdes da metrópole, que precisam respeitar – em teoria – uma série de exigências por causa da pandemia da Covid-19.

Entre as regras determinadas pela Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SMVA), gestão Bruno Covas (PSDB), estão a obrigação do uso de máscara e o veto dos bebedouros e das atividades coletivas. As pessoas devem estar a uma distância de dois metros umas das outras. Em geral, os usuários estão respeitando as normas de segurança nos parques de São Paulo, de acordo com frequentadores ouvidos pela Gazeta.

Leia mais:

Ibirapuera é o melhor parque de SP, aponta estudo

“Fui no domingo [7] ao Ibirapuera. Estava cheio, mas nem todos usavam máscara - cerca de 70% usava, mas muitos que corriam estavam com ela no queixo. Os guardas alertavam, com gritos, para o uso quando avistavam alguém sem máscara. De um modo geral havia, sim, o respeito às regras”, explicou o funcionário público Danilo Chamadoira.

Já a coordenadora de Recursos Humanos Daniela Melo visitou o Parque Villa Lobos, na zona oeste da Capital, na semana passada. O espaço é gerido pelo Governo de São Paulo, mas mantém regras de segurança semelhantes às da Prefeitura de São Paulo.

“Estava bem cheio, mas todo mundo que vi estava usando máscara”, contou a coordenadora de RH.

A professora Clara Silva visitou nesta semana o Parque da Aclimação, na zona sul, e disse que viu um homem com roupa de corrida tentando arrumar sua máscara, que havia soltado o elástico. Ela, que estava com algumas na bolsa, entregou uma máscara ao rapaz. “Não custa nada dar uma ajudinha. Ele ficou seguro, e todo mundo também”, diz.

De acordo com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente, os parques municipais mais visitados na semana entre 8 e 14 de fevereiro são: Ibirapuera (161.725 frequentadores), Independência (35.907), Aclimação (31.332), Povo (28.593), Carmo (23.082), Luz (16.670) Trianon (14.314), Sapé (12.469), Vila Prudente (10.433) e Buenos Aires (9.486). Os dados foram atualizados pela secretaria nesta terça.

Ainda segundo a SMVA, houve 512.715 visitas aos 108 parques municipais na semana mais recente, contra 503.119 na semana anterior, de 1º a 7 de fevereiro.

Os 10 parques municipais mais visitados desde a reabertura no dia 13 e julho foram: Ibirapuera (3.594.325), Independência (723.260), Aclimação (701.016), Carmo (589.954), Povo (527.805), Luz (438.382), Sapé (283.069), Vila Prudente (238.342), Buenos Aires (201.673) e Trianon (172.588).

Regras sanitárias dos parques municipais:

Atividades permitidas
Caminhada, corrida, trilha e ciclismo (a depender da estrutura do parque)

Restrições
Uso de bebedouros
Atividades coletivas que promovam aglomerações

Distanciamento
Distanciamento mínimo de 2 m
Reorganização das áreas de consumo de alimentos das lanchonetes e ambulantes, seguindo os protocolos setoriais
Sinalização no chão em locais onde pode ocorrer filas para referenciar a população

Higiene
Uso obrigatório de máscaras
Disponibilidade de álcool em gel 70% para higienização das mãos
Nos sanitários abertos, disponibilidade de sabão líquido para lavar as mãos
Aumento da limpeza nos sanitários abertos

Monitoramento
Contagem de frequentadores e observação dos horários e dias de maior e menor fluxo
Ocorrências ou notificações de casos suspeitos ou confirmados dos trabalhadores dos parques (servidores, terceirizadas e permissionários)

 

Comentários

Tops da Gazeta