últimas notícias
Loja na cidade de São Paulo; associação comercial vai orientar como formalizar empreendimentos na Capital
Loja na cidade de São Paulo; associação comercial vai orientar como formalizar empreendimentos na Capital
Foto: Thiago Neme/Gazeta de S. Paulo

Associação Comercial de São Paulo cria o Portal do MEI

Interessado deverá escolher um dos postos de atendimento na Capital para assessoria; após o atendimento, o beneficiado já sairá com CNPJ formalizado

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) acaba de lançar o Portal do MEI (www.portaldomei.com.br). O serviço é voltado para comerciantes ou prestadores de serviços associados da ACSP que quiserem se tornar um Microempreendedor Individual (MEI) e, dessa forma, saírem da informalidade.

Por meio de um breve cadastro, a plataforma permite o agendamento de uma consultoria com a equipe da ACSP para os empreendedores informais poderem abrir sua MEI, bem como receber todas as orientações necessárias.

“Para os empreendedores ainda não formalizados, o Portal do MEI os ajudará a sair da informalidade de forma simples e rápida. Além disso, esses novos MEIs serão incluídos na maior comunidade de empreendedores da cidade – ou seja, a ACSP -, ingressando em uma grande rede de relacionamento e networking, capaz de abrir portas e gerar oportunidades de novos negócios”, explica a assessoria da ACSP, em nota.

O interessado deverá escolher um dos 16 postos de atendimento disponíveis na capital paulista para receber a assessoria de um profissional capacitado. Após o atendimento, que dura em média uma hora, o beneficiado já sairá com o seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) formalizado.

No momento da visita será necessário apresentar a carteira de identidade, CPF, título de eleitor e número de recibo do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). O consultor da ACSP vai tirar todas as dúvidas das pessoas que quiserem empreender, além de colocar à disposição telefone e e-mail para consultas sempre que necessárias.

Ao optar pelo MEI, o profissional garante benefícios como auxílio maternidade, afastamento remunerado por problemas de saúde e aposentadoria pelo INSS. As pessoas que não são sócias da ACSP e quiserem se formalizar para se tornar um MEI podem se tornar associadas por valores a partir de R$ 59,90 por ano.

Segundo a ACSP, além de receber todo apoio da entidade na hora de empreender, o sócio conta com diversos serviços, como acesso à plataforma de crédito Accredito, ao portal de vendas on-line Vitrine ACSP, consulta e análise de crédito do consumidor, planos de telefonia móvel, descontos para certificação digital, entre outros serviços.

“Nós estamos aqui para apoiar e incentivar o empreendedorismo e o associativismo para quem mais precisa: o microempreendedor individual”, diz Renan Luiz Silva, responsável pelo portal do MEI.

Comentários

Tops da Gazeta