últimas notícias
Adilson Amadeu é vereador em São Paulo pelo DEM
Adilson Amadeu é vereador em São Paulo pelo DEM
Foto: Divulgação/Assessoria

Câmara de São Paulo aprova a criação de duas CPIs

Uma delas, de autoria de Adilson Amadeu (DEM), vai analisar os apps de transportes; a outra, de Felipe Becari (PSD), pretende apurar maus-tratos a animais

Na tarde desta quinta-feira, o plenário da Câmara Municipal de São Paulo aprovou a criação de duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs). Uma delas, de autoria do vereador Adilson Amadeu (DEM), vai analisar contratos, custos e serviços prestados por aplicativos de transportes. A outra, do vereador Felipe Becari (PSD), pretende apurar irregularidades na comercialização e maus-tratos de animais na cidade de São Paulo.

Adilson Amadeu é defensor da categoria de taxistas, e busca há dois anos a criação de uma CPI para investigar os aplicativos que atuam na Capital. Ele também pretende aprovar um projeto de lei para, entre outras medidas, limitar a circulação de veículos por app na cidade, como Uber e 99.

Segundo o parlamentar, o principal objetivo da investigação será o de apurar eventual sonegação de impostos e evasão fiscal por parte das empresas de aplicativos, "dentre outras possíveis irregularidades".

"A bagunça generalizada vai acabar! As empresas de aplicativos de transporte privado agora terão de prestar explicações sobre diversas situações ao poder público e aos contribuintes da cidade de São Paulo", contou Amadeu, após contato da Gazeta.

Já Felipe Becari, vereador em primeiro mandato, é conhecido por uma profunda atuação na causa animal, principalmente na proteção de cães e gatos abandonados.

Nesta semana, como a Gazeta contou, Becari chegou atrasado em uma reunião na Prefeitura de São Paulo para salvar uma cadela de cinco cães machos, porque estava no cio e já machucada.

A reportagem entrou em contato com os dois vereadores para saber mais detalhes sobre as CPIs, e atualizará este texto assim que receber as respostas.

Comentários

Tops da Gazeta