últimas notícias
Um dos veículos da Estapar que vistoria a utilização da Zona Azul na capital paulista
Um dos veículos da Estapar que vistoria a utilização da Zona Azul na capital paulista
Foto: Divulgação

Carro com câmeras da Estapar só multa zona azul? Tire as dúvidas

Afinal, é possível ser multado quem acabou de estacionar e ainda não ativou o serviço? Empresa esclarece sobre o carro que fiscaliza a zona azul em SP

A Gazeta voltou a entrar em contato com a Estapar para saber mais detalhes sobre a função do carro com câmeras que monitora as vagas da nova zona azul na cidade de São Paulo. Em dezembro do ano passado, a reportagem publicou uma matéria sobre a funcionalidade do serviço, que havia acabado de entrar em ação na Capital. Agora, a pedido da Gazeta, a empresa tira dúvidas sobre a possibilidade da tecnologia causar multa para motoristas que estacionaram mas ainda não tiveram tempo para acionar a zona azul ou para quem apenas está realizando o embarque ou desembarque de passageiros.

Segundo a Estapar, que passou a operar o serviço de zona azul na Capital em novembro de 2020, após vencer licitação da Prefeitura de São Paulo, os carros equipados com câmeras e GPS para leitura de placas supervisionam apenas o uso das cerca de 51 mil vagas da Nova Zona Azul da cidade, sem vistoriar qualquer outra possível irregularidade dos veículos. Eles fazem o controle do tempo de permanência e ativação do Cartão Azul Digital (CAD), podendo enviar as informações aos órgãos responsáveis, para análise e aplicação de multas aos proprietários dos veículos que estiverem parados nas vagas sem ativar o CAD.

Leia mais:

Esses dados passam por um sistema inteligente que faz uma dupla verificação dentro de 15 minutos, considerado um tempo hábil para ativar o CAD. “É importante ressaltar que imagens de carros saindo de garagens ou manobrando são descartadas pelo sistema”, explica Fernando Zillo, diretor de Zona Azul da Estapar.

Segundo a assessoria da empresa, o fato do sistema descartar imagens de carros manobrando impede que sejam multados veículos que tenham estacionado apenas para embarque ou desembarque, o que é um temor comum dos motoristas.

Em nota, a companhia ainda explica que faz apenas o papel de fiscalização e de envio das informações às autoridades competentes, e que não tem nenhuma vantagem financeira com a aplicação de multas.

“A Estapar reforça que faz a gestão e manutenção da Zona Azul de São Paulo, mas não é responsável por aplicar infrações. A empresa apenas monitora o uso adequado do sistema rotativo, para que todos tenham acesso a uma vaga, e fornece informações para o poder público. Vale ressaltar que o valor arrecadado com multas não é destinado para a empresa responsável pela concessão”.

As pessoas que descumprirem o tempo de permanência ou ativação de CAD serão penalizadas conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Estacionar em vagas de zona azul de forma irregular é uma infração grave, com multa de R$ 195,23 e mais cinco pontos no prontuário.

Aplicativo
A Estapar desenvolveu o Estapar Nova Zona Azul – SP para a aquisição e ativação do Cartão Azul Digital (CAD), disponível para download gratuito nas lojas de aplicativos dos smartphones iOS e Android. Com ele, o usuário do serviço de estacionamento rotativo da cidade pode adquirir ou ativar seu CAD assim que parar em uma vaga.

Além disso, segundo a concessionária, os motoristas recebem alertas de tempo restante para o veículo permanecer na vaga da zona azul que são enviados automaticamente ao smartphone até 15 minutos, 10 minutos e 5 minutos antes da expiração do CAD. Dessa forma, o usuário tem a possibilidade de renovação remota ou mesmo se dirigir a um dos pontos de venda autorizados no comércio local, disponível para consulta em estapar.com.br/novazonaazulsp.

O usuário também poderá ativar seu CAD através de Portal na Internet, SMS e telefone, desde que possua cadastro no aplicativo e ao menos um cartão de crédito cadastrado.

Comentários

Tops da Gazeta