últimas notícias
Movimentação no cemitério da Vila Formosa, na zona leste da Capital
Movimentação no cemitério da Vila Formosa, na zona leste da Capital
Foto: Bruno Rocha/Fotoarena/Folhapress

Cidade de SP terá homenagem aos 38 mil mortos pela Covid-19 no domingo

O evento será na Praça Roosevelt onde será instalado um memorial artístico, que permanecerá disponível para visitação até 2 de novembro, Dia de Finados

Em homenagem às 38 mil vidas perdidas na capital paulista pelo novo coronavírus, a Prefeitura de São Paulo vai realizar no domingo (3) um cortejo ecumênico que percorrerá o entorno da Praça Franklin Roosevelt, na região central da cidade. Durante o evento haverá a instalação de um memorial artístico, que permanecerá disponível para visitação até 2 de novembro, Dia de Finados.

Amigos e familiares das vítimas poderão participar do cortejo que começará na face da praça voltada à Rua da Consolação. Velas serão acesas no local ao escurecer. 

Memorial da despedida 

No dia 2 de outubro, será instalado na Roosevelt um memorial temporário, composto por 38 mil cataventos, representando as vidas paulistanas perdidas para a doença. As peças foram confeccionadas por integrantes da Escola de Samba Vai-Vai, tradicional da região do Bixiga, com material reciclado adquirido junto à cooperativa Recifavela, da região de Vila Prudente. Uma arte pintada em mais de mil metros, assinada pelas artistas Negana e Carol Carreiro, completa a instalação com desenhos de corações. 

As ações fazem parte do projeto Memorial da Despedida, que tem como objetivo não apenas fazer um tributo às pessoas que partiram, mas também oferecer uma oportunidade às suas famílias e amigos para que, finalmente, se despeçam com um ritual apropriado. Nos últimos 18 meses, medidas rigorosas de proteção e isolamento têm limitado a realização de rituais fúnebres, essenciais ao processamento da dor e do luto. 

Fitas coloridas 

As famílias que visitarem o espaço aos finais de semana serão recebidas por monitores e receberão fitas coloridas, para que possam escrever os nomes das vítimas e amarrá-las aos cataventos. O memorial está previsto para se encerrar em 2 de novembro. Nessa data a população poderá levar para casa o catavento correspondente à uma pessoa que partiu, para completar seu próprio ritual de despedida. Mais informações poderão ser obtidas neste site.

Comentários

Tops da Gazeta