Publicidade

X
Educação

Brasil: A educação não é balcão de negócios

País troca de ministro da educação pela quarta vez no mandato de Bolsonaro

Publicidade

Ex-ministro da Educação / Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

O Brasil troca o ministro da educação pela quarta vez, no mandato de Bolsonaro (PL). Percebe-se, claramente, que não há um plano nacional para lapidar pedra tão essencial para um país que deseja eliminar a miséria e a pobreza, já outras nações fizeram e fazem a lição de casa.

O “case” Coréia do Sul é exemplo, pois lidera o ranking de países com a melhor educação, segundo o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA), programa que avalia estudantes matriculados a partir do 7° ano do ensino fundamental.

O Brasil navega entre as posições 60ªe 70ª desse ranking. Há 35 anos, os coreanos eram mais pobres que os brasileiros, hoje, 3,5 mais ricos(renda per capita), resultado de investimento sério e contínuo. Educação e economia andam de braços dados. Em terras brasilis, após 1970, houve a universalização do ensino fundamental, que conseguiu reduzir, anos depois, o analfabetismo.Com o FIES (financiamento estudantil), anos 2000, o ensino superior tornou-se acessível para muitos.Temos quantidade, nos falta qualidade. 

Óbvio que há ilhas de prosperidade com trabalho contínuo ededicado de professores, alunos e instituições. Por outro lado, no balaio da educação, temos uma imensidão de professores mal remunerados eatuando em instalações precárias, insuficientes para o desenvolvimento de um bom trabalho.

O problema é complexo e deveria ultrapassar os discursoseleitorais para uma política de estado. Os pré-candidatos aos cargos do poder executivo estadual e federal, estão na estrada da pré-campanha, que essa área tão essencial ocupe parcela significativade sua bagagem.

Educação não é balcão de negócios, não pode ser objeto de loteamento político-partidário e ideológico, mas elemento essencial para uma nação que deseja ser gigante,impávida e com isso espelhar sua grandeza.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

GRANDE SP

Taboão da Serra passa a realizar testes de Covid apenas nas UBSs

O atendimento para os testes ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h, nas 13 UBSs da cidade

Inclusão

TRF suspende liminar que obrigava IBGE a incluir orientação sexual no Censo

Instituto argumenta que não teria tempo hábil nem orçamento suficiente para fazer o acréscimo das perguntas de forma adequada no levantamento

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software