Publicidade

X
"Que Tal um Samba"

Nova música de Chico Buarque traz o samba como solução para os problemas cotidianos

Em analogia à crise que o Brasil enfrenta somente um samba para acalmar os corações

Publicidade

Chico Buarque / Reprodução/YouTube

Chico Buarque lançou recentemente uma nova música avultando, ainda mais, ao seu repertório: “ Que tal um samba?”.  A letra propõe, com devida metáfora, a substituição de uma série de mazelas de nossa vida para a sonoridade do nosso bom e brasileiro samba.

Diante dos últimos acontecimentos, com a banalização da violência, como no caso da procuradora agredida em seu local de trabalho (interior de SP), nas operações estatais sem qualquer eficácia na região da cracolândia (na capital), e diante do fato de policiais rodoviários federais  submeteram preso sob sua custódia a ingestão de gás, em ambiente fechado, contrário a todos os manuais, entre outras violências, somente um bom “samba para alegrar o dia”.

Agressivo contra toda a sociedade, o comportamento do presidente da Caixa Econômica Federal, que deveria pensar como um “CEO’, mas desfila com roupas íntimas e de modo medieval, assediando suas próprias funcionárias, somente um samba “depois de tanta demência”. Fora o ex-ministro da Educação que ficou mais preocupado com sua foto em uma bíblia que no currículo no ensino fundamental.

“Puxar um samba” diante dos abusos sequentes de nosso poder judiciário, com os juízes mais bem pagos do planeta, mas que pronunciam frases comezinhas a uma criança “espera mais um pouquinho”, que mal sabe o que é gravidez.  Somente a sonoridade de um samba contra uma juíza mandando um advogado calar-se, subtraindo sua palavra de defesa, fato ocorrido no fórum criminal na capital.

Somente um “samba porreta” para salvar a nossa mente diante do congresso nacional que aprova um pacote eleitoreiro que criará um rombo inestimável em nossas contas públicas, que na busca do voto, não pensaram ou pensam no dia seguinte. “Depois de tanta mutreta”. Somente um samba para acalmar nossos corações. Valeu, Chico.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Democracia

Fachin defende urnas e se opõe às fake news em mensagem para mobilização de 11 de agosto

Declarações do presidente do TSE foram feitas em meio a insinuações golpistas e ataques do presidente Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral

INCLUSÃO

Taboão da Serra realiza eleição para Conselho da Pessoa com Deficiência

No total serão eleitos 20 membros, sendo dez titulares e dez suplentes

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software