Publicidade

X

Consequências

Valdemar Costa Neto preso

Nos últimos dias a Polícia Federal, por determinação judicial, executou uma série de mandados de busca e apreensão pelo país

Célio Egidio

Publicado em 09/02/2024 às 14:53

Atualizado em 09/02/2024 às 15:31

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O presidente nacional do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto / Valter Campanato/Agência Brasil

Nos últimos dias a Polícia Federal, por determinação judicial, executou uma série de mandados de busca e apreensão pelo país. O escopo da operação é encontrar provas que promovem uma base jurídica para a existência da tentativa de golpe de estado que, em tese, seria promovido pelo grupo de bolsonaristas que ocupavam o governo em 2022.

Jair Bolsonaro (PL) era o grande alvo, mas como medida de investigação, buscaram dados na sua base. Vários gabinetes, residências e escritórios revistados pela PF. O que causou muito transtorno na ala bolsonarista, pois, em alguns casos, haverá reflexo nas eleições municipais.

No gabinete de Valdemar da Costa Neto, presidente do PL, foram encontrados até arma de fogo de outra pessoa. O que redundou na sua prisão. O PL é reconhecidamente um partido de direita, que possui como escopo o arrochamento da legislação contra os criminosos, pauta de costumes e patriotismo ao extremo.

Nesse viés, várias coligações majoritárias estavam buscando o apoio de Costa Neto para a composição de chapa para as eleições de 2024. Inclusive a capital, São Paulo, estava em namoro com o bolsonarismo. Ricardo Nunes (MDB), agora, terá que rever seus projetos e medir os reflexos para seu parceiro, visando a efetividade de sua reeleição, em outubro próximo.

Valdemar da Costa neto é freguês do judiciário e das colunas policiais, ficou preso na operação mensalão. Foi condenado por formação de quadrilha, à época. Não é primeira vez que experimenta o cárcere. Naquele,momento não detinha o poder de hoje, com a ala da direita a seu lado.

Muitos militantes, deputados e senadores saíram em defesa do político, que portava uma arma de fogo de modo inadequado. No mesmo momento, a polícia de Tarcísio de Freitas (Republicanos) busca armas dos criminosos, pela Baixada Santista.

Ora, no mesmo núcleo político temos os que prendem e os que são presos. A prisão de Costa Neto é icônica, trará reflexos nas eleições municipais.

Os respingos em Bolsonaro crescem a cada investida do STF e da Polícia Federal. O déjà-vu, da Lava jato, está no ar. Busquemos, de alguma forma, o líder. Naquele Lula (PT), hoje o Capitão Messias.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CRIMINALIDADE

Polícia Civil fecha empresa que aplicava golpes financeiros no centro de SP

Golpe era através de aplicativos de mensagens; 23 pessoas foram apreendidas na operação

AMARELINHA

Dorival chama são-paulinos e palmeirenses na primeira convocação

Dorival Jr. fez a sua primeira convocação para a seleção brasileira nesta sexta; veja lista

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter