X

Começo sonolento

Estreia do Paulistão é desanimadora para (quase) todos

Uma pré-temporada longa, mas o mesmo futebol burocrático de 2022; exceção talvez para o Santos, que com um futebol sem muita inspiração, venceu

Leonardo Sandre

Publicado em 16/01/2023 às 11:58

Atualizado em 16/01/2023 às 14:07

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Corinthians foi o único a sair derrotado na abertura do Campeonato Paulista / Alexandre Battibugli/Ag. Paulistão

Uma pré-temporada longa, para o mesmo futebol burocrático de 2022... foi essa a impressão deixada na abertura do Paulistão. A exceção talvez tenha sido o Santos, que mesmo com um futebol comum, sem muita inspiração, venceu na estreia.

O único a vencer

Leia Também

• Paulistão 2023 pode ter o início mais forte dos últimos anos

Santos teve um jogo de três pênaltis, dois validados e um anulado pelo VAR, e venceu de virada o Mirassol. É cedo para qualquer diagnóstico, mas para um time que ficou os últimos dois estaduais lutando contra o rebaixamento, estrear com vitória é muito importante. Com homenagens ao Rei Pelé, o Peixe inicia com o pé direito, e mostra que dessa vez a torcida pode ficar mais tranquila e ao menos, ver o time de volta ao mata-mata do Paulista.

O empate que não preocupa

O Palmeiras ficou no 0 a 0 com o São Bento, mas não preocupa sua torcida - que sabe que pode confiar no time para as horas de jogo grande. Talvez a critica seja para Leila e Barros, que não contrataram nenhum reforço, e tiveram a saída do Danilo, ainda sem reposição. Particularmente, nem considero um erro, afinal o time já é bem montado e encaixado, então reforços não eram cruciais. Porém, com as saídas, um substituto para Danilo no meio-campo e um ponta de velocidade devem passar a serem observados no mercado.

Reforços chegaram, mas o futebol é o mesmo

Rogério Ceni e direção comandaram uma reformulação no elenco do São Paulo. Saíram medalhões, e até mesmo jogadores contratados a menos de um ano atrás. Chegaram reforços, entre eles um ponta driblador, tão pedido por Ceni. Mas, ao menos na estreia, o futebol foi o mesmo da temporada passada. Incluindo a torcida, que esteve em enorme número: mais de 45 mil torcedores, mesmo com forte chuva, presente igual esteve em 2022.
Ainda abusando de cruzamentos, sem repertório algum no meio de campo, e com as mesmas teimosias passadas, o time do Morumbi frustrou novamente sua torcida, e ouviu vaias do setor popular do estádio.

Novo comando, pé esquerdo

A pior atuação, foi, não à toa, a única derrota dos quatro grandes. O Corinthians perdeu para o Red Bull Bragantino por 1 a 0, e só não foi mais graças ao Cássio. Ainda uma incógnita sob o comando de Fernando Lázaro, o Timão esteve em uma rotação abaixo. Júnior Moraes ainda não encaixou seu futebol no time, e novamente o único destaque da equipe foi seu goleiro. Mesmo enfrentando uma equipe que também contava com um estreante no comando técnico, o time de Itaquera não brilhou, e deixou ainda mais em dúvida a cabeça do torcedor sobre qual será a cara do trabalho do Lázaro. 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Parabéns Bertioga

Aniversário de Bertioga, neste fim de semana, terá show de Fábio Jr; veja programação

A entrada é gratuita, sendo opcional a doação de 1 kg de alimentos não perecíveis

Copa no Brasil

Brasil vence eleição e vai ser sede da Copa do Mundo de futebol feminino

País recebe o campeonato em 2027; eleição aconteceu durante o 74º Congresso da Fifa, em Bangcoc, na Tailândia

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter