Publicidade

X

SEASPIRACY

Devastador, documentário da Netflix acusa indústria da pesca por apocalipse climático

Seaspiracy destrói a indústria da pesca, a quem classifica como a "máquina da morte"

NELY

Publicado em 06/05/2021 às 19:48

Atualizado em 28/05/2021 às 14:16

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Seaspiracy Devastador documentario da Netflix / /REPRODUÇÃO

Lançado no final de março pela Netflix, provedora de filmes e séries da Califórnia, o documentário e acusa o setor de ser o maior responsável pelo apocalipse climático previsto como consequência do aquecimento global. E sobram farpas até para empresas que certificam de maneira fraudulenta barcos que praticam a chamada “pesca sustentável”. Outro alvo são ONGs famosas internacionalmente, como WWF, Oceana e The Nature Conservancy, acusadas de conivência com os crimes praticados contra o Planeta pela pesca predatória. Em resumo: com 89 minutos de duração, Seaspiracy faz o telespectador sentir náuseas antes mesmo de consumir frutos do mar. E reforça o sentimento de que comer carne (seja qual for) é um ato irracional.
Produzido pelo norte-americano Kip Andersen e pelo britânico Ali Tabrizi, o documentário choca ao explicar com números e gráficos que nenhuma outra indústria matou tantos animais em toda história da humanidade. Seaspiracy cita também que até 2048 não haverá mais vida nos oceanos, conforme estudo publicado na revista científica Science. Segundo a produção, os barcos da pesca industrial retiram do mar 2,7 trilhões de peixes a cada ano. Desse montante, 50% não têm qualquer valor comercial e acaba devolvido aos oceanos depois de capturado em redes de pesca, mas já sem vida.
Seaspiracy choca ainda mais quando mostra todo o estrago causado por redes de arrasto “capazes de engolir até 13 aviões ao mesmo tempo”. Esses petrechos puxados por uma frota de 4,6 milhões de barcos arrasam todas as formas de vida desde a superfície até o assoalho marinho. E isso inclui as florestas de algas. Pelos cálculos dos cineastas, as redes de arrasto exterminam por minuto uma área equivalente a cinco mil campos de futebol nos mares do Planeta. E as florestas submarinas absorvem 20 vezes mais dióxido de carbono (CO2) que as matas tropicais.
Em tempo: o CO2 é o principal causador do aquecimento global e só 0,5% da área dos oceanos é protegida atualmente contra a pesca industrial...

‘De um lado esse Carnaval...
Divulgado nesta semana, o relatório Global Network Against Food Crisis da FAO/ONU revelou que pelo menos 155 milhões de pessoas sofreram com insegurança alimentar aguda em 55 países no ano passado. O documento revela um aumento implacável da fome no mundo desde 2017 - primeira edição do relatório.

...do outro a fome total’
Na mesma semana, foi posto à “venda privada” uma garrafa de vinho tinto francês da marca Petrus avaliado em U$ 1 milhão. O vinho é da safra 2000 e foi produzido perto de Bordeaux. A garrafa integra um lote com outras 12 que foram envelhecidas durante 14 meses na Estação Espacial Internacional. A venda deve superar o recorde do italiano Romanée-Conti, safra 1945, comercializado por US$ 558 mil.

Filosofia do campo:
“As revoluções são a locomotiva da história”, Karl Marx (1818/1883), filósofo, sociólogo e economista alemão.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Estado

Vendaval destrói bananais no Vale e preço da nanica sobe 13% em sete dias

Evento climático destruiu aproximadamente dois mil hectares, especialmente na cidade de Sete Barras

Estado

Nitrato de Amônio é usado na produção de explosivos desde a I Guerra Mundial

Em janeiro de 2023, no total 50,2 mil toneladas de nitrato de amônio foram descarregadas em Santos

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter