X

ANÁLISE

Lula começa acertando, mas precisa achar solução urgente para carestia dos alimentos

Governo Lula acertou ao recriar o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e de passo importante ao sinalizar recomposição dos estoques reguladores de Companhia Nacional de Abastecimento

Nilson Regalado

Publicado em 26/01/2023 às 13:40

Atualizado em 26/01/2023 às 14:12

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Lula precisa encontrar soluções rápidas, sob pena de começar a ser cobrado já nos próximos meses / Rovena Rosa/Agência Brasil

Passado um mês da posse, dá para dizer que o Governo Lula acertou ao recriar o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e que deu um passo importante ao sinalizar que vai recompor os estoques reguladores de Companhia Nacional de Abastecimento. Esses estoques têm o poder de controlar a inflação, com o abasteimento do mercado sempre que a oferta de algum alimento diminui por motivos climáticos ou por aumento no consumo/exportação. Essa política pública criada há um século foi destruída nos governos Temer e Bolsonaro. Já o MDA vai reorganizar a agricultura familiar, responsável por 70% do alimento que chega à mesa dos brasileiros.

Porém, é inadmíssivel que, em plena safra de feijão, o quilo do grão esteja beirando os R$ 10,00 nos supermercados. E essa é a maior das três safras colhidas no ano, o que torna o cenário ainda mais preocupante para a entresafra.

Importante destacar que em 2023 o Brasil terá a menor área plantada com feijão na história. O espaço perdido foi transformado em lavouras de soja e milho, que vão alimentar chineses e engordar bois, frangos e porcos, boa parte dessa carne destinada à exportação.

A safra de arroz, a ser colhida a partir de março, também sofrerá o impacto da concorrência com soja e mlho. A Conab projeta redução de 10% na área plantada com arroz, o que vai impactar o preço do cereal, especialmente no último quadrimestre do ano.

Recompor estoques reguladores leva tempo. Recuperar a produtividade nos 54 milhões de hectares de terras exauridas pelo desmazelo também demanda tempo...

Então, Lula precisa encontrar soluções rápidas, sob pena de começar a ser cobrado já nos próximos meses.

A alternativa mais imediata talvez seja a redução de impostos sobre carnes e itens da cesta básica, como sugeria em 2022 o então candidato a governador Fernando Haddad, agora ministro da Fazenda de Lula.

Onde tenha sol...

A Associação Brasileira de Energia Solar prevê que este será o melhor ano da história do setor no Brasil. Se em 2022 as placas solares já se tornaram a segunda maior fonte de energia elétrica no País, a projeção é que a produção salte de 23,9 gigawatts para 34 GW até dezembro.

...é pra lá que eu vou

Segundo a Absolar, o investimento deverá somar R$ 50 bilhões neste ano, com previsão de 300 mil novos empregos. A energia limpa e renovável será um dos pilares do crescimento econômico sustentável nas próximas décadas.

Caranguejo...

A ocorrência de ondas de calor marinhas vai aumentar em até 34% a mortalidade de larvas de caranguejo no estuário de Santos. Abundante na região a espécie é base da cadeia alimentar. Depois que os ovos eclodem, essas larvas migram para o oceano e menos de 1% retorna para completar o ciclo de vida no estuário porque a maioria vira alimento para outras espécies...

...não é siri

O estudo foi conduzido na Unesp de São Vicente e a projeção é que a incidência das ondas de calor aumente até 35% nas próximas décadas, com a temperatura da água ultrapassando 90% da média histórica em cada um desses eventos.

Filosofia do campo:

“Eu escuto a cor dos passarinhos”, Manoel de Barros (1916/2014), poeta mato-grossense, em ‘Meu quintal é maior que o mundo’.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

DAS 7H ÀS 19H

Taboão da Serra amplia horário de atendimento de mais duas unidades de saúde

A medida, que já foi adotada pela Secretaria de Saúde (SMS) nas UBSs Oliveiras/Marabá, Parque Pinheiros/CSU e Jardim das Margaridas, tem como objetivo  ampliar o acesso da população aos serviços de saúde

ARMAS E DROGAS

Polícia prende especialistas em roubo de cargas milionárias em SP; veja fotos

Quadrilha vinha sendo investigada por três roubos no interior paulista

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter