últimas notícias
Em destaque
Resumo da semana das notícias mais quentes da cidade de São Paulo com Pedro Nastri, jornalista e apresentador da Rádio Trianon.
[email protected]
Mulher com contas não pagas e dívidas
Mulher com contas não pagas e dívidas

Coluna do Nastri: Número de paulistanos endividados bate novo recorde

Índice representa 71,3% do total dos lares, de acordo com a Pesquisa da FecomercioSP; esta é a 11ª elevação consecutiva

Diante da alta dos preços, as famílias estão buscando o crédito como alternativa para complementar a renda. Na capital paulista, o número de endividados bateu novo recorde em outubro: 2,84 milhões, representando 71,3% do total dos lares, de acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Esta é a 11ª elevação consecutiva. Em novembro de 2020, o porcentual de endividados estava em 56,1%, o que significa, em termos absolutos, um aumento, em quase um ano, de 620 mil famílias com dívidas. A maior parte delas (82,6%) está financiada no cartão de crédito. Os carnês são destaque nas compras parceladas (22%, maior porcentual desde março de 2015).

Agressão entre vereadoras

As vereadoras Janaina Lima e Cris Monteiro, ambas do Novo, partiram para a agressão física uma contra a outra dentro do banheiro da Câmara Municipal de São Paulo na noite do último dia 10. A briga ocorreu no banheiro da Câmara. Segundo Cris Monteiro, a discussão surgiu depois que Janaína, líder do Novo na Câmara, não lhe garantiu tempo de fala sobre a reforma da Previdência. No banheiro da Casa, ela diz ter sido jogada no chão e agredida por Janaína, que ainda teria tirado sua peruca para pisar no objeto. Já a vereadora Janaína Lima se defende dizendo que foi perseguida pela colega até o banheiro, onde teria agido em legítima defesa. A Comissão de Ética Partidária do Novo decidiu suspender liminarmente a filiação das vereadoras.

SP: Anticorpos contra Covid-19

Os índices da Covid-19 continuam em queda no Estado e na cidade de São Paulo e os números apontam altos índices de imunidade da população contra a doença. A sétima etapa de uma pesquisa realizada pelo grupo Fleury, divulgada no dia 9, aponta que 82% dos adultos da capital paulista já possuem anticorpos contra o coronavírus, o que significa que eles já contraíram a doença ou foram vacinados. O estudo, que acontece em parceria com o Todos pela Saúde e o Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec), demonstra a existência de anticorpos neutralizantes na população, que são as células que aparem após a imunização. Na sexta etapa da pesquisa, divulgada em abril, apenas 33% tinham os anticorpos neutralizantes, responsáveis por fazer com que as pessoas não contraiam a Covid-19 ou tenham formas mais brandas da doença. Agora, 81% da população já possuem a célula de defesa.

Esquentando os tamborins

A Prefeitura de São Paulo por meio da Secretaria Municipal das Subprefeituras, recebeu 867 inscrições de desfiles para o Carnaval de rua de 2022. Segundo a prefeitura, este é o maior número de solicitações para bloco de ruas no Brasil para 2022. Os desfiles dos blocos acontecerão nos períodos pré, durante e pós Carnaval, entre os dias 19 de fevereiro e 6 de março. As documentações para habilitação dos blocos serão analisadas e publicadas conforme as emissões das aprovações. A realização depende das aprovações dos órgãos de Saúde que avaliam o cenário epidemiológico da pandemia da Covid-19.

Contatos para esta coluna [email protected]

Comentários

Tops da Gazeta