últimas notícias
Internamente, os jogadores avaliam de maneira positiva o trabalho de Fernando Diniz
Internamente, os jogadores avaliam de maneira positiva o trabalho de Fernando Diniz
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Pressionado no São Paulo, Diniz tem números piores que Cuca no Brasileiro

Desde a estreia de Diniz, contra o Flamengo, o São Paulo disputou 13 partidas, com 48,71% de aproveitamento dos pontos

Apenas dois meses após ser anunciado como novo técnico do São Paulo, Fernando Diniz já é bastante questionado por torcedores e conselheiros. Após o empate por 1 a 1 com o Ceará, os resultados obtidos pelo treinador até o momento no Campeonato Brasileiro já são piores do que os do antecessor, Cuca.

Desde a estreia de Diniz, contra o Flamengo, o São Paulo disputou 13 partidas (cinco vitórias, quatro empates e quatro derrotas), com 48,71% de aproveitamento dos pontos. O rendimento fraco do ataque também chama a atenção. São somente 11 gols marcados (0,84 tento por confronto) e dez sofridos (0,76 por jogo).

Já sob a tutela de Cuca, o time somou 35 pontos em 21 partidas (nove triunfos, sete empates e cinco derrotas), com 55,5% de aproveitamento dos pontos. A equipe também sofria com o sistema ofensivo, tendo balançado as redes em 23 oportunidades (média de 1,09 gol por jogo). Na defesa, foram 15 tentos sofridos (média de 0,71 por duelo).

Em clássicos os desempenhos são bem similares. Diniz dirigiu o time na vitória sobre o Corinthians (1 a 0), no empate com o Santos (1 a 1) e na derrota para o Palmeiras (3 a 0). Já Cuca estava à frente no triunfo sobre o Santos (3 a 2), no empate com o Palmeiras (1 a 1) e no revés contra os alvinegros (1 a 0).

É importante destacar que, internamente, apesar da pressão da torcida, os jogadores avaliam de maneira positiva o trabalho de Fernando Diniz. No dia a dia, ele gosta de dedicar boa parte do tempo para conversar com os atletas. Para a diretoria, a diminuição de desfalques por lesão e o esvaziamento do departamento médico também são vistos pontos favoráveis.

Ainda na disputa por uma vaga direta para a Copa Libertadores, o time volta a jogar na quinta-feira (28), no Morumbi, contra o Vasco. Por tudo isso, o resultado positivo em casa passa a ser importante também para garantir a tranquilidade do treinador no São Paulo.

Comentários

Tops da Gazeta