Publicidade

X

SELEÇÃO BRASILEIRA

Após empate com a Venezuela, torcedor joga balde de pipoca em Neymar

Camisa 10 do Brasil ficou nervoso e apontou o dedo em riste em direção aos assentos, xingando o possível responsável

Folhapress

Publicado em 13/10/2023 às 09:47

Atualizado em 13/10/2023 às 13:32

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O jogador foi contido por Marquinhos / Vitor Silva/CBF

O empate no jogo entre Brasil e Venezuela, na noite de quinta-feira (13), na Arena Pantanal, em Cuiabá, deixou muitos torcedores frustrados. Tida como a favorita na disputa, a seleção brasileira abriu o placar, mas a Venezuela não ficou para trás e logo marcou.

A realidade falha, no entanto, fez um dos espectadores na torcida arremessar um balde de pipoca em Neymar, que atingiu a cabeça do craque. Ele, então, ficou nervoso e apontou o dedo em riste em direção aos assentos, xingando o possível responsável.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.
  

O jogador foi contido por Marquinhos. Em entrevista na zona mista após o ocorrido, Neymar afirmou que ficou nervoso porque não está no país para passar férias.

"É triste, vim fazer o que eu mais amo, que é jogar futebol e defender meu país. Estamos dando nosso melhor e muitas vezes o resultado não vem, não é o que o torcedor espera. Esse tipo de atitude eu condeno. Se ele reclama tanto, deveria ter treinado melhor e estar dentro de campo", afirmou.

Ele se tornou pai novamente na última sexta-feira (6), com o nascimento de Mavie, fruto do relacionamento com a influenciadora digital Bruna Biancardi.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

SEGURANÇA PÚBLICA

Sindicato protesta contra Derrite por exclusão da Polícia Civil de operação em SP

Presidente do sindicato dos delegados disse que decisão de Derrite de dar mais protagonismo à PM em detrimento à Polícia Civil pode 'fragilizar a estrutura policial'

Programa Jovem Aprendiz

Em busca do primeiro emprego? Empresa Raízen está com 240 vagas abertas

Interessados em se candidatar devem ter entre 16 e 21 anos; não é necessário ter experiência prévia

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter