Publicidade

X
CORINTHIANS TOMOU CALOTE?

Presidente do Corinthians explica situação da dívida da Taunsa com o clube

A empresa tornou possível a vinda de Paulinho, porém desde o começo já teve problemas e internautas até cogitaram que o Timão teria sofrido um calote

Publicidade

Taunsa e Corinthians firmaram parceria no fim do ano passado / Divulgação

O presidente do Corinthians, Duilio Monteiro Alves, atualizou a situação da Taunsa com o clube. A empresa não honrou com pagamentos de patrocínio, inclusive foi ela quem possibilitou o retorno do volante Paulinho neste ano ao Parque São Jorge.

“Está judicializado, e a gente espera receber de alguma forma, ou na Justiça, como já está, ou através de um acordo. O seu proprietário continua nos procurando, não fugiu, não se escondeu. A gente vai receber de alguma forma, existem bens, a empresa tem um capital de 180 milhões, então não foi loucura o que foi feito”, iniciou o presidente do clube no podcast Ulisses Cast, na última segunda-feira.

Duilio também falou que o dono da Taunsa, Cleidson Cruz, explicou o motivo de ainda não ter pago os valores devidos.

“Ele disse que teve um problema de fluxo de caixa, com problemas de guerra, pandemia e outras coisas. A gente entende, é normal em um negócio, mas o Corinthians precisa tomar as atitudes para receber o que foi combinado e isso está sendo feito. Ele tem a intenção de pagar, continua nos procurando e falando que vai pagar, e quer fazer outros negócios. Vamos aguardar”, explicou.

Segundo o presidente do Timão, outras empresas grandes devem ao Corinthians e estão sendo notificadas.

Corinthians e Taunsa firmaram uma parceria de janeiro de 2022 a dezembro de 2023, que previa “a participação do Grupo Taunsa em conteúdos, propriedades físicas e digitais do clube”.

Além disso, a empresa tornou possível a chegada de Paulinho como investimento inicial, conforme divulgado no próprio site do clube.

Em março deste ano, as partes confirmaram um atraso no pagamento de patrocínio por conta de um "problema no fluxo de caixa".

LESÃO GRAVE

Paulinho teve uma lesão gravíssima no joelho no primeiro dia do mês de maio e só deve voltar a atuar no ano que vem.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Monkeypox

Varíola dos macacos: Anvisa analisa pedidos para diagnóstico da doença

Segundo a agência, os dois primeiros produtos foram Viasure Monkeypox Virus Real Time PCR Detection Kit, fabricado na Espanha pela empresa CerTest Biotec

Carta pró-democracia

Em dia de manifesto, Bolsonaro se reúne com candidatos do PP e recebe apoio

O senador e candidato a governador do RS, Luiz Carlos Heinze, afirmou que reunião teve objetivo de demonstrar apoio ao presidente

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software